Assine Já
sexta, 24 de janeiro de 2020
Região dos Lagos
23ºmax
19ºmin
Apartamento
Polícia

Chefe do tráfico do Morro da Fallet é preso em Saquarema

Policiais militares cumpriram mandado de prisão que estava em aberto contra ‘Magu’

07 outubro 2019 - 21h00
Chefe do tráfico do Morro da Fallet é preso em Saquarema

Uma equipe do Serviço Reservado do 25º Batalhão da Polícia Militar (25º BPM) prendeu ontem, em Saquarema, Carlos Renato Andrade da Silveira de 40 anos, conhecido como ‘Magú’, apontado como chefe do tráfico de drogas do Morro Fallet, Fogueteiro, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A ação teve o apoio de policiais militares do Grupo de Ações Táticas  (GAT) da 3ª Companhia. 

‘Magu’ foi encontrado em uma casa de luxo no município saquaremense, após o levantamento de dados de inteligência obtidos conjugados com informações do Disque Denúnci.

Segundo a Polícia Militar, ‘Magu’, que é originário do Complexo do Alemão, também na Zona Norte da capital, tem diversas passagens pela polícia, constando em seu desfavor o mandado de prisão nº: 0277351-67.2017.8.19.0001.0007, tendo conduzido a parte à 124ª DP (Saquarema), onde o fato foi apresentado ao delegado de plantão para registro.

Apreensão – Um patrulhamento na Estradinha  resultou na apreensão de uma grande quantidade de droga, no Porto do Carro, em Cabo Frio.
Em um local chamado de Beco do Açougue, foi encontrada uma sacola com 1.230 tabletes de maconha e 200 pinos de cocaína. O material foi apreendido e levado para a 126ª DP (Cabo Frio). Ninguém foi preso durante a ação.

No fim de semana, em Araruama, uma ação semelhante resultou na prisão de dois suspeitos na comunidade da Fazendinha. 
Em operação para coibir o tráfico de drogas na localidade, policiais fizeram um cerco estratégico e flagraram os suspeitos na Rua Doutor Josino. 
O material entorpecente estava dividido em uma mochila e um tonel. Ao todo, foram 1.126 tabletes de maconha, 1.013 pedras de crack, 658 pinos de cocaína e um rádio transmissor. A ocorrência foi registrada  na 118ª DP, onde os suspeitos ficaram presos.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698. *Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.