Assine Já
quarta, 02 de dezembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 12808 Óbitos: 546
Confirmados Óbitos
Araruama 2519 121
Armação dos Búzios 1300 16
Arraial do Cabo 427 16
Cabo Frio 3851 182
Iguaba Grande 1182 41
São Pedro da Aldeia 1997 76
Saquarema 1532 94
Últimas notícias sobre a COVID-19
empreendedorismo

Setor de vestuário é o 'queridinho' dos empreendedores na região

Para vencer crise, cabofrienses se lançam nos próprios negócios
 

26 julho 2017 - 09h59Por Texto e foto: Rodrigo Branco
Setor de vestuário é o 'queridinho' dos empreendedores na região

A microempresária Dândara Jotta diz que tino comercial vem da mãe

A turbulência financeira e a onda de desemprego vividas pelo país têm obrigado muitos brasileiros a buscar no próprio negócio uma forma de sobrevivência e, se possível, até mesmo de prosperar. Na Região dos Lagos não tem sido diferente. Somente em Cabo Frio, segundo o Portal do Empreendedor, do Governo Federal, estão cadastrados 13.966 microempreendedores individuais (MEI).

Em São Pedro, são outros 6.020; em Búzios, 4.016 e em Arraial do Cabo, 2.366 as pessoas que passaram a ser ‘donas dos seus próprio nariz’, ou melhor, dos próprios negócios. Por mais contraditório que pareça, para a coordenadora regional do Sebrae na Região dos Lagos, Ana Cláudia Vieira, o ambiente econômico hostil é o que tem estimulado muita gente a investir tempo e dinheiro na busca por uma solução financeira.

– É muito pela necessidade sim. Tem a falta de emprego e a crise econômica. Isso tem movido as pessoas a empreender seu próprio negócio – confirma.

Ainda segundo levantamento realizado no Portal do Empreendedor, na região, o setor de vestuário lidera entre os negócios escolhidos pelos MEIs. Somente em Cabo Frio, são 1.070 microempresários nesse ramo. Destacam-se ainda os segmentos de alimentação, salão de beleza, obras e reformas e fornecimento de refeições em domicílio. Especificamente em Búzios, o ramo de hospedagem de baixo custo também está em expansão.

Dona de uma loja de roupas na Avenida Nilo Peçanha, a microempresária Dândara Jotta, 32, disse que não se preocupa com a concorrência acirrada no seu nicho de mercado. A bacharel em Direito, que jamais exerceu a profissão, explica que vive altos e baixos, mas acredita que a competição é saudável.

– Tem espaço pra todos e cada um tem o segmento diferente do outro. Até porque a concorrência é boa, pois te obriga a aprender e mudar. Isso te ajuda – garante ela, que afirma ter herdado o gosto pelo comércio da mãe.

Por sua vez, para a bióloga Márcia Gonçalves, 35, a mudança de ramo foi questão de sobrevivência. A ex-funcionária de uma multinacional e ex-professora da rede municipal de Arraial do Cabo viu no aluguel de um quiosque numa galeria na Avenida Francisco Mendes a oportunidade de dar uma guinada profissional e permanecer na região. E assim, há quatro meses, mergulhou de cabeça na administração de uma cafeteria.

– Caí aqui meio de paraquedas (risos). Não tinha experiência com venda. A dificuldade das cafeterias é ter um público restrito, não ter uma clientela muito grande. Recentemente abriram outras três no Centro. Mas me adaptei bem. A gente tem que estar disposto a fazer qualquer coisa que seja prazeroso e melhor – ensina, ao falar da reinvenção profissional.

Confira abaixo os segmentos de maior atuação dos microempreendedores individuais na região (os cinco primeiros em cada cidade):

 

Cabo Frio     1 – vestuário                                                    1.070

                      2 – salão de beleza                                            974

                      3 – obras e reformas                                         705

                      4 – alimentação                                                  553

                      5 – fornecimento de refeições                         533

                                                             Total                         13.966

 

Búzios           1 – vestuário                                                      340

                      2 – alimentação                                                  211

                      3 – salão de beleza                                            205

                      4 – hospedagem de baixo custo                    166

                      5 – fornecimento de refeições                        126

                                                              Total                          4.016

 

Arraial            1 – vestuário                                                     232

                       2 – salão de beleza                                           140

                       3 – alimentação                                                 116

                       4 – fornecimento de refeições                       110

                       5 – obras e reformas                                         110

                                                            Total                            2.366

 

São Pedro      1 – vestuário                                                     340

                       2 – salão de beleza                                            211

                       3 – obras e reformas                                         205

                       4 – alimentação                                                 166

                       5 – fornecimento de refeições                        126

                                                                           Total             6.020

(*) Dados do Portal do Empreendedor do Governo Federal.