Assine Já
terça, 10 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
27ºmax
20ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
balneario

Ruas Tainhas e Dourados, no Balneário do Vinhateiro, serão beneficiadas apenas em 2015

Mas secretário de Urbanismo e Habitação de São Pedro anuncia medida preventiva

23 julho 2014 - 19h15Por Sérgio Meirelles | Foto do leitor
Ruas Tainhas e Dourados, no Balneário do Vinhateiro, serão beneficiadas apenas em 2015

A dúvida  que existia  sobre a responsabilidade pela execução de serviços essenciais nas ruas das Tainhas e dos Dourados, publicada ontem na Folha dos Lagos, foi dissipada. Segundo o secretário de Urbanismo e Habitação de São Pedro da Aldeia, Wilmar Mureb, as vias pertencem  mesmo ao município, diferentemente do que informava comunicado oficial da prefeitura enviado ao jornal na quarta-feira. Leitores reclamaram, pelo Whatsapp da Folha (99971-7556), de todo o tipo de transtorno causado pela precariedade dos serviços públicos.

– Houve um equívoco quando informaram que as referidas ruas não pertencem ao nosso município. Somos, sim, os responsáveis pela melhoria nessas vias - esclareceu Mureb.

Dúvida esclarecida, os moradores por enquanto não têm muito que  comemorar. De acordo com o secretário de  Urbanismo e Habitação, os problemas existentes nas ruas das Tainhas e dos Dourados, no Bairro Balneário do Vinhateiro,  só começarão a ser solucionados no ano que vem.

– O município tem um cronograma de obras para ser cumprido este ano. Infelizmente, essas vias não estão inseridas nesse planejamento.  Mas, com certeza, os moradores serão beneficiados em 2015. O governo não tem condição de atender a todas as demandas em uma única vez. Peço a todos um pouco de paciência.

Apesar de não poder dar agora uma boa notícia aos moradores dessas vias e com a intenção de minimizar os transtornos, Mureb garantiu que será feita uma manutenção preventiva nas ruas. 

– Os moradores podem aguardar que, em no máximo 20 ou 30 dias, as máquinas estarão por lá para atenuar os problemas que os moradores estão passando - anunciou.

De acordo com as reclamações feitas pelos moradores, as ruas das Tainhas e dos Dourados estão abandonadas há muito tempo. A situação torna-se ainda mais crítica quando chove. Segundo uma moradora, depois das chuvas, as ruas ficam intransitáveis e demoram até 10 dias para voltar a um estado razoável.