Assine Já
quarta, 20 de outubro de 2021
Região dos Lagos
18ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Economia

Royalties têm nova oscilação negativa para Cabo Frio

Apesar da variação para baixo, arrecadação com recurso chega a R$ 150 milhões no ano

28 outubro 2019 - 21h27Por Rodrigo Branco
Royalties têm nova oscilação negativa para Cabo Frio
A Agência Nacional do Petróleo (ANP) ainda não confirmou oficialmente, mas Cabo Frio já recebeu do Tesouro Nacional a cota mensal de royalties a que o município tem direito. Embora não tenha sido expressiva como ocorreu em agosto, houve nova oscilação negativa em relação ao mês anterior. Entraram nos cofres municipais R$ 11.778.208,96; valor 5,2% menor que setembro, quando o município recebeu R$ 12.432.671,87.
 
Entre julho e agosto, o valor da cota mensal tombou de R$ 14,2 milhões para R$ 11,3 milhões. Entretanto, o município não tem do que reclamar, quando se leva em conta o total acumulado ao longo do ano. Contando com as três parcelas trimestrais recebidas, referentes às participações especiais, Cabo Frio viu entrarem no caixa quase R$ 153 milhões, mais precisamente R$ 152.727.012,38.
 
Com a oscilação percebida nos últimos meses, o desempenho do município em relação ao ano passado é cada vez mais semelhante. Até esta época do ano, em 20118, contando as parcelas trimestrais, Cabo Frio recebeu R$ 147.113.723,95. O acréscimo é de 3,8% de um ano para o outro.
Com a queda no preço do barril de petróleo ‘brent’ (comercializado na Bolsa de Londres e que tem como referência o óleo extraído no Mar do Norte e no Oriente Médio), a ANP reviu a projeção de arrecadação das cotas mensais para este ano. Em maio, a agência calculava que R$ 174 milhões entrariam nos cofres, mas com o valor médio do dólar a R$ 3,81, e do barril a US$ 69,64. 
 
Com o barril valendo US$ 63,39 e o dólar cotado a R$ 3,91, os técnicos a ANP estão com a expectativa de que o município cabofriense arrecade em torno de R$ 155 milhões, apenas com as parcelas recebidas durante o mês. Com as participações especiais, o montante deve beirar os R$ 200 milhões, valor considerado bastante significativo em um momento de crise.
 
Para o mês de novembro, o suspense fica em torno de duas questões: os valores a serem recebidos das cotas mensais e trimestrais (esta a última do ano) do recurso compensatório o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), da ação direta de inconstitucionalidade (ADI)  que impede a nova forma de partilha dos royalties entre estados e municípios, o que pode comprometer seriamente as finanças dos produtores de petróleo, ainda bastante dependentes do recurso para cumprir as obrigações.
 
Embora o governador Wilson Witzel (PSC) e os municípios produtores estejam empenhados em adiar o julgamento, ele segue marcado para 20 de novembro, em Brasília. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.