Assine Já
domingo, 05 de abril de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
16ºmin
cabo frio

Restaurantes da orla da Praia do Forte amargam movimento baixo durante a Copa do Mundo

Transmissão de jogos não atrai clientes

19 junho 2014 - 21h22Por Gabriel Tinoco
Restaurantes da orla da Praia do Forte amargam movimento baixo durante a Copa do Mundo

A Copa do Mundo chegou, mas, ao que parece, os clientes dos restaurantes da orla da Praia do Forte foram embora.  Comerciantes ouvidos pela Folha reclamam da falta de movimento mesmo na hora em que os jogos são disputados. Para piorar, o frio dos últimos dias colaborou para deixar todo mundo em casa. Mas a expectativa é que a situação melhore nas próximas semanas.

Luiz Pires, dono de um dos restaurantes da orla, já esperava o movimento ruim. 

– Já esperava que o movimento ficasse ruim. As pessoas preferem ficar dentro de casa comemorando com os amigos ou a família. Eu, por exemplo, queria estar na minha casa fazendo um churrasco e assistindo à vitória da seleção. As ruas ainda estão fechadas na cidade e isso atrapalha bem mais a vinda dos fregueses.

Paulo Cardoso, 60, outro proprietário, sentiu falta de maior divulgação da cidade para a Copa do Mundo. 

– A Copa do Mundo está muito ruim para o comércio. Não tem nenhuma ação do poder público para atrair o turismo para Cabo Frio. Não teve divulgação nos outros estados para aproveitar o turista estrangeiro que está em outras cidades. 

Para a caixa Fabiana Rocha, 32, o que falta são eventos que chamem atenção de turistas.

– Os moradores e turistas estão acostumados com eventos durante os jogos da Copa do Mundo. Antigamente, tinham músicos se apresentando a cada intervalo das partidas. E a praia ficava completamente pintada de verde e amarelo. Hoje, os próprios comerciantes têm que montar a festa para lucrar – comenta a caixa do Mister Pizza, Fabiana Rocha, 32.

Enquanto isso, o garçom Glauber Muniz responsabiliza a violência pelo afastamento dos clientes este ano.

– Estamos vivendo uma verdadeira guerra do tráfico. Isso mancha a imagem da cidade e afasta os turistas – finaliza.