Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Sebrae

Projeto do Estado e Sebrae sobre Desenvolvimento Local é tema de seminário no Rio

Moda em Cabo Frio é um dos temas a serem tratados na próxima quinta (4)

29 abril 2017 - 20h28Por Redação I Foto: Reprodução
Projeto do Estado e Sebrae sobre Desenvolvimento Local é tema de seminário no Rio

Com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) acontece no próximo dia 4 de maio no Rio de Janeiro a apresentação dos resultados de projeto voltado para o estabelecimento de uma Política de Desenvolvimento Econômico Local no Estado.

 O projeto foi desenvolvido pelo Governo do Estado do Rio – por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico – em parceria com o Sebrae/RJ nos últimos cinco anos junto às cadeias da Moda, de Cabo Frio, e das Rochas Ornamentais, em Santo Antônio de Pádua, envolvendo cerca de 300 pessoas.

 Capacitação de profissionais, preparo para participação em feiras e eventos, palestras e workshops foram realizados no período, visando estimular os dois Arranjos Produtivos Locais (APLs). Para medir a efetividade das ações foram realizadas pesquisas comparativas da situação das empresas integrantes dos dois APLs, em 2013 e em 2017. Na comparação houve o crescimento no faturamento anual, melhoria na exportação, maior utilização de comércio eletrônico e inovação.

−Apesar de serem distintos entre si, os dois APLs, de Moda e de Rochas, apresentavam características semelhantes, que eram o elevado índice de informalidade e dificuldades de interlocução entre os integrantes do setor − avalia Dulce Ângela Procópio, subsecretária de Comércio e Serviços do Estado do Rio de Janeiro.

Hoje, as duas regiões contam com sistema de gestão dos APLs consolidados e governanças locais com planos de ação em funcionamento. O projeto também está sendo estendido para o APL de moda de Itaperuna, nas Baixadas Litorâneas.

− O financiamento do BID possibilitou a abertura de pelo menos dois novos mercados nacionais e o incremento de 10% no faturamento das empresas, isso num momento de crise econômica no País e especialmente no estado do Rio. Além disso, mais de 60% das empresas beneficiárias inovaram em processos, produtos e serviços − afirmou o diretor do Sebrae/RJ, Evandro Peçanha.

Além das duas cadeias produtivas, o projeto já foi estendido para outro APL, de moda de Itaperuna, na Região Noroeste do Estado do Rio. “A ideia é que a metodologia desenvolvida seja aprimorada e replicada não somente em outros APLs no estado do Rio, mas até mesmo levada para outras regiões, comentou Luciana Botafogo,  especialista do Fundo Multisetorial de Investimentos (Fumin), do BID.

Além da apresentação dos resultados do projeto e troca de experiências entre os integrantes das duas cadeias produtivas, o evento também terá como pano de fundo o lançamento do sistema Mooola, que vai integrar dados das duas bases de APLs. Estatísticas, referências e principais resultados do projeto estarão disponíveis neste sistema que será disponibilizado nos sites do Sebrae e do Governo do Estado.