Assine Já
quinta, 12 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
26ºmax
20ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
foragidos

Polícias Civil e Militar prendem dois fugitivos procurados pela Justiça

Tatu e Gabriel G3 praticaram vários crimes no Jardim Peró; Parrudo continua foragido

24 julho 2014 - 16h29Por ROSANA RODRIGUES FOTO: JOHNNY COSTA
 Polícias Civil e Militar prendem dois fugitivos procurados pela Justiça

Policiais militares do 25º BPM prenderam na tarde desta quinta-feira (24) Gabriel Reis Pinheiro, o Gabriel G3, e Leonardo da Silva Costa, o Tatu, acusados de assassinar Moisés dos Santos Matias, 27 anos, que foi morto a tiros no dia 12 de junho deste ano. Os dois e mais cinco pessoas ligadas ao tráfico de drogas foram encontradas no Valão, no Jardim Esperança. Gabriel G3 e Tatu, juntamente com Jean dos Santos Francisco, o Parrudo, que não foi localizado, tiveram cartaz divulgados recentemente, no Portal dos Procurados, com recompensa de R$ 1mil para informações que levassem ao paradeiro dos três. A ação foi coordenada pelo tenente-coronel Ruy França, comandante do batalhão, e pela titular da 126ª DP (Cabo Frio), delegada Flávia Monteiro.

De acordo com Ruy França, a prisão dos dois aconteceu por meio do Disque Denúncia do batalhão. Eles foram localizados numa casa com mais cinco pessoas, entre eles um menor. Foram autuadas em crime de associação ao tráfico. Na residência havia uma balança de precisão, munição calibre 38 e material para endolação de drogas.

- A partir da denúncia, enviamos policiais para o local e, durante um patrulhamento local, foi constatada a presença dos criminosos. É um trabalho de muita investigação e é uma felicidade tirar essas pessoas que vêm praticando crimes e espalhando o medo na região

Segundo informações da policia, este grupo vem amedrontando os moradores com seus atos de extrema violência na região. O mesmo grupo também é apontado como autor de um duplo homicídio, registrado no dia 24 de maio, na Rua Paraná, no Jardim Peró, onde as vítimas eram adolescentes.

No dia 10 de julho, as polícias Civil e Militar realizaram uma operação para prender os acusados. Na ação,  foram encontrados, ao lado da casa de Leonardo da Silva Costa, o Tatu, um colete balístico, farda da polícia e material para endolação. Dentro da casa também havia documentos e sinais de que Tatu esteve no local antes da operação

- Durante a Operação Integração III, quando conseguimos o mandado de prisão, não foi possível prender os três. Felizmente, com o apoio da PM, obtivemos êxito. É muito importante a participação da sociedade com relação às informações porque são criminosos muito perigosos. A violência deles vai além da rivalidade do tráfico. Eles matam por qualquer coisa só para demonstrar o poder – observou a titular

Tatu já teve passagem pelo sistema carcerário, em janeiro de 2009, e saiu em liberdade em abril de 2011, do Instituto Penal Plácido Sá de Carvalho.