Assine Já
sexta, 25 de setembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 8032 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1614 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 241 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1309 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
programa Avançar

Pacote de Temer dá esperança para municípios fluminenses

Programa Avançar, que substitui PAC, prevê liberação de R$ 2 bilhões para o Rio

20 junho 2017 - 10h14Por Redação I Foto: Agência Brasil
Pacote de Temer dá esperança para municípios fluminenses

Uma boa notícia para amenizar um pouco a dor da crise da maioria dos municípios fluminenses. O governo federal prepara um ‘pacote de bondade’ para o Estado do Rio de Janeiro, onde prevê o repasse de R$2 bilhões até o fim do ano que vem.

O total de repasses pode chegar a R$ 5,9 bilhões para o estado, mas a prioridade do governo é em obras que possam ser inauguradas até o ano que vem – fim do mandato do desgastado presidente Michel Temer.

Os projetos incluem investimentos de cerca de R$1 bilhão para o cartão reforma, que vai incentivar melhorias em casas de família de baixa renda, dentro do projeto Minha Casa, Minha Vida.

No programa estão previstas a duplicação da BR 493, Manilha e da BR 101, no Viaduto da Moeda. Gastos em Saúde (R$33,34 milhões), Saneamento (R$5,34 milhões), Educação (R$25,01 milhões), Artes e esportes (R$11,41 milhões), também estão previstos até 2018.

O programa Avançar, que substituirá o PAC, será lançado pelo presidente Michel Temer na tentativa de melhorar a imagem do governo. Doze cidades fluminenses estão listadas para receber melhorias em infraestrutura de fibra ótica, por exemplo. Mas estes municípios ainda não foram definidos pelo governo federal, o que provoca ainda mais ansiedade entre a maioria dos prefeitos fluminenses.

Na capital, existe a previsão de obras na Biblioteca Nacional, Museu de Belas Artes e Palácio Gustavo Capanema, além do repasse de R$237 milhões para obras de dragagem e adequação de navegabilidade no Porto do Rio. Ministros devem se reunir, até sexta-feira (23) para tentar fechar os detalhes do pacote.