Assine Já
terça, 26 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
22ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 22503 Óbitos: 742
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2960 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6068 247
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
orçamento

Prefeitura de Cabo Frio envia à Câmara projeto de orçamento de R$ 845 milhões para 2018

Governo aposta em aumento de 8% na arrecadação para o ano que vem

25 outubro 2017 - 09h59
Prefeitura de Cabo Frio envia à Câmara projeto de orçamento de R$ 845 milhões para 2018

Desde a última semana, está nas mãos dos vereadores de Cabo Frio a proposta do governo quanto à Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018. De acordo com o documento ao qual a reportagem da Folha dos Lagos teve acesso com exclusividade, a previsão de gastos para o ano que vem é de R$ 845,3 milhões, cerca de 8% maior do que o estimado para 2017, que foi de R$ 782,9 milhões. 

No momento, os parlamentares apresentam as emendas ao orçamento de acordo com os interesses em suas bases eleitorais ou áreas específicas de atuação. Não há um limite para o número de emendas apresentadas, mas o prazo para que a LOA seja votada é 13 de dezembro, de acordo com o Regimento Interno da Casa. Mas o presidente da Câmara, Aquiles Barreto (SD), acredita que o trabalho avance bastante nos próximos dias e termine bem antes.

– As emendas estão sendo colocadas para que a gente possa colocar esse orçamento para o ano que vem. Creio que o mês de outubro vai ser balizado para o orçamento – avalia o chefe do Legislativo cabofriense. 

Nas principais áreas da administração municipal, a projeção dos recursos é distinta. Para a Saúde, por exemplo, estão previstas despesas de R$ 227,4 milhões em 2018, contra os R$ 178,6 milhões destinados este ano. Isso representa um aumento de 27% de um ano para o outro. 

Contudo, para a Educação, o caminho é inverso. Se este ano o setor já sofreu com a queda nos repasses do MEC, por causa do descumprimento da carga horária de 2016; para o ano que vem, o achatamento orçamentário será grande. O valor investido na rede de ensino cairá de R$ 280,4 milhões para R$ 223 milhões, o que significa uma queda de 20%. Isso quer dizer que em 2018 será descontado R$ 1 a cada R$ 5 investidos em Educação este ano. 

Por outro lado, a Companhia de Serviços de Cabo Frio (Comsercaf), que até o ano passado estava em um processo de liquidação anunciada pelo então prefeito Alair Corrêa, terá um salto na previsão de despesas. Se em 2017, elas estão na casa dos R$ 49 milhões, no ano que vem, elas irão ultrapassar os R$ 106 milhões. Ou seja, mais que o dobro. A própria Casa Legislativa terá um generoso aumento orçamentário: passa de R$ 17 milhões em 2017 para R$ 25 milhões no ano que vem. 

* Confira matéria completa na edição impressa desta quarta (25) da Folha dos Lagos.