Assine Já
sexta, 06 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
No Detran de Cabo Frio

No Detran de Cabo Frio, a via-crúcis dos motoristas

Demora para a entrega de documentos pode durar meses

26 julho 2014 - 15h05Por Sérgio Meirelles
No Detran de Cabo Frio, a via-crúcis dos motoristas

Eram aproximadamente 14h30 de quarta-feira, 23 de julho. Duas enormes filas já estavam formadas em frente aos guichês da 20ª Circunscrição Regional  do Detran em Cabo Frio (Ciretran). Em uma delas, o capoteiro Sérgio Pereira da Silva, de 57 anos, aguardava não tão paciente a sua vez de ser atendido. Seu estado de ânimo tem um motivo mais do que justo: há quase dois meses ele vem tentando, sem sucesso, retirar uma segunda via do seu Certificado de Registro de Veículo (CRV). Sergio vendeu o seu carro e necessita do documento para fazer a transferência do veículo para o atual proprietário.

– Solicitei o documento no dia 4 de junho deste ano. Essa é a quinta vez que venho aqui e volto para casa sem o CRV – reclamou.

Sérgio não é o único a deparar-se com o mau serviço prestado pela única unidade do Detran, na cidade. Todos os dias dezenas de motoristas se esbarram com alguma informação que não lhes agrada. A queixa mais comum é quanto o atraso na entrega de documentos.  Normalmente os funcionários da Ciretran divulgam que o prazo de entrega pode  chegar até 10 dias. A Folha dos Lagos constatou que a realidade é outra.

O professor Cláudio José Pereira, de 48, chegou ao meio-dia no posto. Quando os guichês reabriram à tarde, por volta das 14h, Cláudio já estava cansado de aguardar na longa fila. Apesar da demora, valeu à pena ele esperar. A licença anual do seu veículo saiu, enfim, depois 22 dias.

– O serviço neste posto (Ciretran) é muito precário. Em qualquer outra unidade do estado não se leva mais do que 24 horas para se liberar o documento. Muitos deles, inclusive, liberam o liberam na hora. Não consigo entender o que se passa aqui – lamentou Cláudio.

Os dissabores vividos pelos motoristas não param por aí. A hoteleira Virgínia Gallo, de 52, contou que só conseguiu fazer a vistoria do seu veículo em outro município. Segundo ela, todas as vezes que tentou agendar a inspeção obrigatória na 20ª Ciretran recebia como resposta que não havia vaga disponível.

– Meu drama começou em fevereiro deste ano. Necessitava fazer a vistoria do meu carro, mas não conseguia de jeito nenhum. Tentei, inclusive, agendá-la pela internet, mas sem sucesso. Depois de muita insistência logrei realizar a vistoria em Búzios.

Menos impaciente, pois estava entretida com o seu celular, a estudante Lilian Daut, de 22, não tinha certeza se iria conseguir receber a documentação do carro do seu pai. Ele havia feito a vistoria no último dia 7 e até ontem não havia recebido a licença anual.

– Meu pai necessita do carro regularizado, pois trabalha com o veículo – disse.

Na fila para iniciar o processo de renovação da documentação do único veículo da empresa, onde trabalha, o mecânico Bruno Gonçalves, de35, teme pelo o que pode ocorrer.

– Sem a legalização, não temos como trabalhar com o carro. Ele ficará parado na garagem e nós teremos que resolver o problema do transporte – previu.

Unidade de Cabo Frio funciona em prédio antigo

A Ciretran de Cabo Frio funciona num prédio que foi construído há mais de 20 anos e que, por suas características, não atende mais às necessidades dos cidadãos cabofrienses. Uma obra de melhorias teve início há poucos dias, mas a reforma não deve eliminar de todo as dificuldades encontradas por usuários e funcionários do posto.

Não existe uma área adequada para se realizar as inspeções veiculares e o serviço é feito num pátio estreito e nas calçadas. As salas onde trabalham os servidores são apertadas e anti-funcionais. Cerca de 12 pessoas trabalham na unidade, mas, segundo funcionários que pediram para não serem identificados,  seriam necessários ao menos mais quatro profissionais. O atraso na entrega dos documentos seria causado pela falta de suporte técnico. Todos os técnicos vêm da capital do estado.

O posto recebe, em média, 240 agendamentos por dia para serviços diversos. Muitos desses usuários vêm de outros municípios como Niterói e São Gonçalo. Costumam dizer na Ciretran que essas pessoas querem unir o útil ao agradável. Ou seja, vêm à cidade resolver um problema com o seu veículo e, ao mesmo tempo, aproveitam para curtir as belas praias de Cabo Frio.    

Serviço interrompido neste fim de semana

O Detran anunciou que os serviços oferecidos pelo órgão serão interrompidos neste fim de semana. Isso porque os sistemas do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) serão paralisados entre 7h de sábado e às 18h de domingo.

O órgão tomou algumas medidas para minimizar os transtornos que serão causados aos motoristas que haviam agendado algum serviço num dos postos do Detran.  Foi prorrogado, de 31 de julho para 31 de agosto, o prazo para a realização da vistoria anual dos veículos com finais de placa 4 e 5. Os usuários com inspeções veiculares agendadas para este sábado poderão realiza-las normalmente. A diferença é que eles só receberão o documento novo a partir da próxima quarta-feira , nas mesmas unidades em que foram atendidos.

Os motoristas que desejarem receber o documento do veículo logo após a vistoria não devem comparecer ao posto neste sábado, pois estarão reagendados automaticamente para o sábado seguinte nos mesmos locais e horários. O Detran informou ainda que os postos não abrirão neste domingo, quando seria dada prioridade aos taxistas. O Detran irá entrar em contato com esses usuários para que seja agendada uma nova data.

A interrupção também afetará os agendamentos realizados por intermédio do site do Detran (www.detran.rj.gov.br) e do teleatendimento, que terão suas atividades restabelecidas na segunda.