Assine Já
sábado, 28 de março de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
festival

Festival Gastronômico começa nesta sexta

Evento em Búzios reunirá 66 restaurantes 

09 julho 2014 - 17h00Por Rodrigo Branco
 
Festival Gastronômico começa nesta sexta

Opções para agradar os paladares mais exigentes, saboreadas em um cenário de cartão postal. Esse é o mote do Festival Gastronômico de Búzios, cuja 13ª edição acontecerá em dois fins de semana seguidos, nos dias 18, 19, 25 e 26 de julho. O evento, que este ano foi postergado para a segunda quinzena do mês em função da Copa do Mundo, contará com o recorde de 66 restaurantes participantes, que contemplam não apenas a culinária típica buziana e brasileira, mas também as cozinhas mediterrânea, argentina, árabe, alemã, entre outras. As degustações poderão ser feitas das 20h à meia-noite no Centro, na Orla Bardot, Rua das Pedras e Rua Manoel Turíbio de Farias ou em Manguinhos, no Porto da Barra e Espaço Domme.

O cardápio ficará a cargo de cada estabelecimento e terá uma entrada, a R$10, um prato principal, a R$20 e uma sobremesa, a R$ 10. Segundo o idealizador e organizador do festival, Gil Castelo Branco, seus preparativos estão a todo vapor e o público pode esperar novidades.

- Em primeiro lugar, a ideia do festival é movimentar a economia da cidade e trazer um público de boa qualidade, consumidor. Buscamos sempre inovar, para não cair na mesmice. Todo ano temos novidade. Não haverá shows musicais, o nosso foco é a comida. Um festival para comer. Se você gosta de comer, deve vir para cá - convida.

Entre as atrações, destacam-se as mesas com quitutes preparados por filhas de pescadores locais, descendentes dos antigos quilombolas que habitavam a região e dos chamados "chef mirins", ou melhor, estudantes de gastronomia da cidade, tradicionalmente responsáveis pelos doces servidos após às refeições. Na opinião de Gil Castelo Branco, o Mundial de futebol não representará, necessariamente, um aumento de público do evento, mas ainda sim as perspectivas são otimistas.

- O público da Copa é diferente do que frequenta o festival, em minha opinião. De qualquer modo, não tenho os dados da rede hoteleira para saber qual será o impacto. Mas de toda forma, são esperados de 20 a 30 mil pessoas por fim de semana, que é a média histórica - prevê.

Se o fluxo de visitantes será grande, a preocupação com a sustentabilidade ambiental será na mesma proporção. Todos os resíduos sólidos serão coletados, a cada hora, por catadores de uma cooperativa de material reciclável para triagem e tratamento. Para isso, cada restaurante receberá duas lixeiras, sendo uma para descarte de material orgânico e outra para lixo reciclável. O material plástico utilizado também será biodegradável, ou seja, que se decompõe sem prejuízo ao meio ambiente.