Assine Já
domingo, 08 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
enterro

Corpo de Thiago Chumbada será sepultado às 10h30

O enterro será no Cemitério Santa Izabel

06 junho 2014 - 08h48
 Corpo de Thiago Chumbada será sepultado às 10h30
Cabo Frio amanheceu nesta quinta-feira (5) sob o signo da tristeza.  Thiago da Silva, o Chumbada, morreu na Casa de Saúde Santa Martha, hospital onde estava internado desde o início da semana, em Niterói. Ele não resistiu a uma embolia pulmonar, complicação causada por uma cirurgia bariátrica (redução do estômago). O corpo será enterrado daqui a pouco, às 10h30, no cemitério Santa Izabel, no Portinho.  Chumbada era assessor do ex-prefeito Marquinho Mendes e tinha como marca registrada a alegria e companheirismo. Marquinho foi um dos que ficaram mais abalados.
– Marquinho não está triste. Está arrasado – disse um amigo que atendia ligações para o ex-prefeito na manhã de ontem.
No Facebook, porém, Marquinho escreveu que ‘Chumbada era um amigo fiel, companheiro e  grande guerreiro’.
– Amigos, ainda não consigo acreditar na perda do nosso irmão Chumbada. Hoje é um dos dias mais tristes da minha vida e, certamente, não está sendo diferente para todos que o conheciam e admiravam. Um amigo fiel, companheiro de todas as horas e um grande guerreiro. Acima de tudo, era uma pessoa do bem. Que falta você vai nos fazer. Nossos dias nunca mais serão os mesmos sem você. Sinto como tivesse perdido um filho. É muito triste que a realização do grande sonho dele tenha terminado dessa maneira. Chumbada sempre será lembrado pelo carisma e pela alegria de viver. Estaremos sempre juntos, meu irmão. Descanse na paz do Senhor!– postou Marquinho.
Chumbada participava de diversos projetos filantrópicos. Por isso, chegou a ganhar o apelido de ‘Thiago da Garotada’. Ele também apresentou o programa Radar Público, na Jovem TV. Nos últimos anos, um de seus maiores objetivos era perder peso. A cirurgia de redução de estômago era um antigo sonho.
– É uma lástima. Um dos maiores sonhos da vida do Chumbada era fazer essa cirurgia. Não era só uma questão de saúde, mas uma melhora na parte estética. Ele era uma pessoa diferenciada e maravilhosa. É uma perda imensa para Cabo Frio. As pessoas que conviveram com ele, sem sombra de dúvidas, vão sentir muita saudade. Infelizmente, a realização de um sonho se tranformou num acontecimento trágico co-mo esse. Agora, a única coisa que resta é a saudade e a lembrança dos bons momentos com ele – diz o advogado William Von-Held, 29. 
Para o clínico geral Helcio Azevedo, 52, a pureza de Chumbada fez dele uma unanimidade.
– Chumbada representa a pureza, a inocência, a criança que tem dentro de nós. Cada um perdeu com a morte do Chumbada um pouquinho da criança que ainda existe dentro de nós. Era uma pessoa pura – ele observa.
Aos prantos, a jornalista Mayara Brum quase não conseguia comentar sobre o assunto.
– Hoje (ontem), perdi uma das pessoas que mais amava na minha vida. Não tenho palavras para explicar o que estou sentindo nesse momento. Ele estava realizando o sonho da vida dele. Estou realmente arrasada. Era uma pessoa excepcional. Não tinha nenhuma maldade nele. Tinha um coração enorme. Perdi mais do que um amigo. Perdi um irmão– comentou Mayara,
O gerente de consórcios Sandro Souza, 36, encontrou com Chumbada no domingo. E foi a felicidade, como não poderia deixar de ser, a última  impressão deixada pelo amigo. Imagem que se eternizará na memória.
– É uma notícia muito triste. Abalou tanto amigos como familiares do Chumbada. Cabo Frio está de luto. Não estava  preparado para perder uma pessoa dessa maneira. Estive junto com ele no domingo passado e garanto que estava muito feliz com a cirurgia. Dava para ver que estava aguardando um recomeço com mais saúde e menos peso. Não queria que fosse assim. 
O jornalista Léo Borges, 29, lembra que encontrar com Chumbada significava muitas horas de conversa. Ele deu, inclusive, um carinhoso apelido ao amigo.
– Eu o chamava de Chumbex. Era um rapaz sensacional. Sempre muito divertido, alegre e com muita disposição. Em toda vez que nos encontrávamos, era garantia de muita conversa. Sinceramente, é complicado imaginar que isso é verdade. A ficha ainda não caiu. Não dá para acreditar que logo o sonho da vida dele terminaria dessa forma. Só desejo que Deus conforte os familiares e as pessoas próximas. É uma dor muito grande. Vai com Deus, amigo! – disse Léo Borges. 
Ver Thiago Chumbada de mau humor era uma tarefa praticamente impossível, lembra o advogado Carlos Magno de Carvalho.
– Era uma pessoa muito alegre, brincalhona e sorridente. Toda vez que me encontrava, fazia questão de fazer uma brincadeira ou contar uma piada. O Chumbada era um homem que só queria o bem. Não tinha maldade nenhuma. Estava sempre sorrindo. Vê-lo de mau humor era uma ta-refa quase impossível. Lamento muito pelo que aconteceu– comentou Carlos Magno.