Assine Já
terça, 10 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
27ºmax
20ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
meio ambiente

Arraial encerra Semana do Meio Ambiente com Circuito Ecológico

Evento teve retirada de detritos da praia e limpeza subaquática

07 junho 2014 - 23h37Por Rodrigo Branco

A prefeitura de Arraial do Cabo, por meio da Fundação Municipal de Meio Ambiente e com apoio da Secretaria do Ambiente, promoveu nesta sexta-feira a segunda etapa da temporada 2014 do Circuito Municipal de Cultura Ecológica, na Praia Grande e na Marina da Praia dos Anjos. O evento marcou o fim das comemorações pela Semana do Meio Ambiente no município. Entretanto, mais do que simplesmente lembrar a data, o principal objetivo foi promover a conscientização de moradores, turistas e trabalhadores do turismo e da pesca que vise à destinação adequada do lixo, uma das temáticas ambientais mais preocupantes para as próximas décadas.

Durante a manhã, funcionários da Empresa Cabista de Desenvolvimento Urbano e Turismo (Ecatur) limpavam a faixa de areia da Praia Grande, enquanto servidores da Fundação entregavam mais de duzentos Kits, com panfletos e outros materiais informativos, para trabalhadores de quiosques e pessoas que caminhavam pela orla. Grandes quantidades de garrafas plásticas, embalagens de alimentos e pedaços de madeira foram retiradas e lotaram muitas sacolas de lixo.

À tarde, as atividades se concentraram em dos píeres da Marina da Praia dos Anjos, que passará por obras de reforma e revitalização e de onde partem diariamente dezenas de barcos de pesca e turismo. O trabalho de limpeza subaquática mobilizou uma equipe composta por 10 mergulhandores de uma operadora da cidade. Cerca de meia tonelada de detritos foi retirada do fundo do mar, em sua grande maioria, pneus utilizados para evitar choques entre as embarcações atracadas no cais. Segundo o presidente da Fundação, Wanderson Jardim, o Pequeno, a nova dinâmica do Circuito, desta vez sem tendas e atrações culturais, é mais eficiente no que se refere a difundir os conceitos e atitudes que propiciem a sustentabilidade socioambiental.

-  Procuramos nessa nova etapa mudar um pouco o formato anterior  e dar ênfase a ações mais diretas e dinâmicas de educação ambiental, buscando um contato mais próximo com o nosso público-alvo - explicou.

Mensalmente, até o final do ano, estão previstas mais oito etapas, sempre em praias, praças ou escolas públicas cabistas.