Assine Já
terça, 22 de setembro de 2020
Região dos Lagos
20ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 7914 Óbitos: 414
Confirmados Óbitos
Araruama 1580 102
Armação dos Búzios 474 10
Arraial do Cabo 231 13
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
superintendente

"Acredito que 2017 vai ser um ano muito bom para o shopping", diz superintendente

Ricardo Rodrigues diz que haverá muitas novidades este ano

20 fevereiro 2017 - 10h08Por Texto e foto: Fernanda Carriço
"Acredito que 2017 vai ser um ano muito bom para o shopping", diz superintendente

Desde abril do ano passado à frente de Superintendência do Shopping Park Lagos, Ricardo Rodrigues está otimista – apesar do cenário de crise do país. Em entrevista à Folha, ele analisa o cenário econômico de Cabo Frio como positivo. “A gente vê que as coisas começaram a acontecer a partir de janeiro, como na parte de infraestrutura, de revitalização dos espaços, e na volta de um calendário de pagamento dos servidores”, enumera ele, bacharel em turismo e pós-graduado em gestão empresarial.

Com uma feira de franquias a ser realizada na próxima terça (21) e com a programação do Carnaval mantida, Ricardo tem muitas novidades para 2017, mas, cauteloso, prefere deixar no ar novidades que estão por vir. “Boas surpresas pra acontecer em um espaço curto, mas, como ainda não estão assinadas, ainda não posso divulgar”.

Folha dos Lagos – Como está o Shopping Park Lagos em meio à crise econômica que assola país e a nossa cidade?
Ricardo Rodrigues –
O Shopping vai na contramão do que está acontecendo. Óbvio que PEÇANHAa gente é um empreendimento novo, que ainda está no período de maturação. Mas temos tido uma evolução constante, tanto no número de vendas quando no fluxo de clientes, seja de pedestres ou de veículos. Para se ter uma ideia, desde novembro que a gente vem no crescimento de 10% em relação ao mesmo período do ano anterior. Janeiro foi assim e fevereiro se desenha da mesma maneira. Então, apesar de todas as dificuldades que o país passa, a gente acredita que a transição de governo no município deu um novo astral para o ano. Acredito que 2017 vai ser muito bom para o shopping.

Folha – A mudança do governo municipal foi um dos responsáveis por esse aumento de fluxo?
Ricardo –
Eu acredito que foi um fator motivador. A gente vê que as coisas começaram a acontecer a partir de janeiro, seja na parte de infraestrutura, de revitalização dos espaços, a volta de um calendário de pagamento dos servidores. Acho que isso dá um novo gás para o município.

Folha – Há novas lojas para abrir em 2017?
Ricardo –
Nós temos uma série de negociações em andamento. Boas surpresas para acontecer em um espaço curto, mas, como ainda não estão assinadas, ainda não posso divulgar. O Shopping já é o maior empreendimento da Região dos Lagos.

Folha – Qual a média de pessoas por dia?
Ricardo –
Temos o fluxo diário de veículos na faixa dos 3.500. Isso representa quase 20 mil pessoas por dia, em dias de semana – isso na média temporada. Na alta temporada, chegamos a colocar 6 mil veículos/dia. Ou seja, pelo menos 30 mil pessoas por dia. O Shopping vem numa crescente bem grande, inclusive com lojistas locais expandindo para outras operações.

Folha – E a Feira de Franquias? Como será?
Ricardo –
Vai acontecer dia 21 de fevereiro. A gente está fazendo uma parceria com a Associação Brasileira de Franquias e com o Sebrae. É uma oportunidade única para quem quer investir. Vamos estar com toda a equipe comercial da empresa para atender a esses investidores. Muitas franquias estarão presentes. O objetivo é fomentar novos negócios e gerar empregos.

Folha – E para o Carnaval? Já está tudo pronto?
Ricardo –
O Bailinho de Carnaval já é tradicional e vai acontecer no domingo e na terça-feira, das 16h às 19h. Este ano, vamos ocupar uma área do estacionamento. Teremos trio elétrico e muitas atividades para as crianças e famílias.