Assine Já
sábado, 27 de novembro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53350 Óbitos: 2180
Confirmados Óbitos
Araruama 12493 447
Armação dos Búzios 6571 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15299 896
Iguaba Grande 5549 146
São Pedro da Aldeia 7043 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
EM OBSERVAÇÃO

"Variante indiana indica maior transmissão e letalidade, mas vacina funciona para ela", diz médico

Morador de Campos com infectado com cepa asiática da Covid está isolado e passa bem

29 maio 2021 - 10h50Por Rodrigo Branco
"Variante indiana indica maior transmissão e letalidade, mas vacina funciona para ela", diz médico

Infectologista Charbell Kury adverte sobre necessidade de acelerar vacinação e realização de mais testes
O morador de Campos diagnosticado com a variante indiana do novo coronavírus passa bem e está sem sintomas da doença, segundo o subsecretário de Atenção e Vigilância da Secretaria de Saúde de Campos dos Goytacazes, o infectologista Charbell Miguel Haddad Kury. O homem de 32 anos que trabalha numa empresa de petróleo que presta serviços na índia e chegou ao Brasil no último dia 22 está isolado em um hotel pago pela companhia, no Rio de Janeiro. Este foi o primeiro caso de incidência da variante indiana diagnosticado no estado do Rio de Janeiro e o sétimo no país.

O funcionário chegou a ser encaminhando para um hotel sanitário na própria cidade de Campos, mas por falta de vagas teve de voltar para a capital. De acordo com o infectologista, todo o trajeto feito pelo campista está sendo monitorado.

– Ele chegou a fazer o ‘check in’, cumpriu uma meia pernoite e depois retornou para o Rio de Janeiro, onde está sendo acompanhado pela Vigilância Sanitária e pela Vigilância em Saúde, mas agora ele está num hotel aos cuidados da empresa no Rio. Os três passam bem, sem sintomas até o momento, mostrando que o sistema de vigilância do município, junto com São Paulo e Rio, conseguiu identificar pela primeira vez a variante indiana – disse Charbell Kury.

O subsecretário explicou em vídeo enviado para a reportagem da Folha que outros dois colegas de trabalho do rapaz que chegaram ao Brasil junto com ele, pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, também fizeram o teste, mas o resultado deu negativo. Ainda assim, foram monitorados pela equipe da Vigilância em Saúde campista e ficaram isolados.

– Por iniciativa e orientação da empresa deles, fizeram o exame de PCR, que é feito para mostrar a presença da fração viral. O exame foi processado no Aeroporto de Guarulhos e, enquanto isso, eles fizeram o voo de conexão para o Rio de Janeiro. Quando chegaram, chega a informação que, dos três munícipes de Campos dos Goytacazes, um deles estava positivo para o exame e dois negativos. Nosso setor de Vigilância através do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) detectou essa informação junto ao Cievs Rio e ao Cievs São Paulo e fizemos toda uma logística de operação. Os dois negativos foram para suas casas e ficaram em isolamento domiciliar, onde foi feita uma nova coleta que também deu negativo no dia 25 de maio – relata.

O subsecretário adverte que a descoberta da variante reforça a necessidade de aumentar as testagens e de acelerar a vacinação da população. O processo de acompanhamento do caso, ele garante, está sendo informado em tempo real para a Secretaria Estadual de Saúde e os órgão de Vigilância do Rio e de São Paulo. 

– Agora, com o resultado positivo da variante, a gente informa que ela traz uma série de indicadores de maior transmissão e letalidade, a gente viu isso na Índia. Mas para nossa cidade e nosso estado, se a gente trabalhar a testagem em massa e a vacinação acelerada, já sabemos que as vacinas disponíveis funcionam para essa variante. Então, o trabalho agora é intensificar a vigilância, testagem e vacinação – finaliza.

Autoridades sanitárias monitoram 29 pessoas que tiveram contato com campista

As autoridades sanitárias do Rio de Janeiro informaram que estão monitorando todos os moradores do estado que tiveram contato com o paciente campista infectado com a variante indiana do novo coronavírus. Ao todo, são 29 pessoas de acordo com o secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, essas pessoas foram orientadas a fazer isolamento e a contactar as autoridades sanitárias se sentirem qualquer sintoma de Covid-19.

Até o momento, não foi notificado nenhum caso entre essas outras pessoas. Já o paciente infectado com a variante indiana está neste momento na cidade do Rio de Janeiro, em isolamento, sendo acompanhado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, 29 pessoas que tiveram contato com ele e estão na cidade do Rio foram testadas para Covid-19 e estão sendo rastreadas pela vigilância epidemiológica.

“Até o momento, a gente não tem notificação de nenhuma pessoa positiva a partir deste contato. Mas a gente segue acompanhando e retestando esses contactantes para garantir que não vai haver a disseminação desse vírus na cidade”, disse Soranz.

Também está sendo discutida com o Ministério da Saúde a possibilidade de fazer uma barreira sanitária nos voos domésticos que chegam à cidade do Rio de Janeiro.

“Os protocolos de prevenção seguem os mesmos, independentemente da variante. Toda a população, mesmo quem já foi vacinado, deve continuar com as medidas de prevenção como: lavar as mãos, usar álcool em gel quando não for possível lavar as mãos, usar máscara e evitar aglomeração. As vacinas contra covid-19 disponíveis no Brasil passam por testes para avaliação de sua eficácia. Por se tratar de um novo vírus e as mutações estarem ocorrendo pós produção dos imunizantes, os estudos ainda estão sendo aprofundados. Entretanto, é importante que a população siga se vacinando e cumprindo os protocolos de prevenção”, informou a Secretaria Estadual por meio de nota. (Com informações da Agência Brasil)

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.