Assine Já
segunda, 25 de outubro de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
SEGUNDA ONDA?

São Pedro da Aldeia restringe funcionamento do comércio, após ocupação total de leitos de Covid

Decreto foi publicado pela Prefeitura nesta sexta-feira (4)

04 dezembro 2020 - 19h54Por Redação

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia publicou, nesta sexta-feira (4) um novo decreto com medidas temporárias, de caráter emergencial de prevenção de contágio pelo novo coronavírus, restringindo e alterando o funcionamento de algumas atividades no município.

A medida foi tomada após a Subsecretaria Extraordinária de COVID-19/Governo do Estado classificar a Baixada Litorânea como faixa amarela e a cidade atingir 100% da ocupação de leitos no Pronto-Socorro Municipal. De acordo com o último Boletim Covid-19, emitido hoje (4), a cidade tem 2010 casos confirmados, 386 em análise e 79 óbitos.

As principais restrições do Decreto n° 183 se aplicam aos estabelecimentos comerciais e proibição de atividades como realização de eventos com a presença de público; frequência em praias, lagunas, rios e piscinas; funcionamento de casa noturna, estabelecimento com música ao vivo, salão de festa, teatro e equipamentos culturais.

Dentre as medidas temporárias para os estabelecimentos comerciais destacam-se os bares, lanchonetes, sorveterias, quiosques e estabelecimentos congêneres, que poderão funcionar somente até às 22h. Após esse horário, está vedado consumo no local, sendo permitido funcionamento somente no sistema de entregas (delivery).

Nas sessões presenciais de instituições religiosas de qualquer natureza e nas academias, centros de ginástica e estabelecimentos similares, a lotação máxima ficará restrita a 50% (cinquenta por cento), com distanciamento mínimo de 1,5 metros entre os participantes. As atividades esportivas coletivas (futebol, vôlei, etc.) ao ar livre devem ser praticadas com a obrigatoriedade do uso de máscara facial.

De acordo com o decreto os estabelecimentos que descumprirem as novas regras estão sujeitos a interdição, cassação de alvará, expedição de Ofício ao Ministério Público para apuração de eventual responsabilidade criminal e até propositura das medidas judiciais cabíveis.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.