Assine Já
quarta, 27 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22908 Óbitos: 767
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2989 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6139 264
Iguaba Grande 2043 50
São Pedro da Aldeia 3225 107
Saquarema 2294 117
Últimas notícias sobre a COVID-19
DECRETO ASSINADO

Reabertura em Cabo Frio: comércio de rua vai funcionar das 11h às 19h

Saiba quais estabelecimentos vão abrir no município a partir deste sábado (6)

05 junho 2020 - 20h54Por Redação

O prefeito Adriano Moreno (DEM) assinou o decreto municipal nº 6.266, que estabelece as normas de segurança sanitária e de distanciamento para a reabertura gradual da economia de Cabo Frio a partir deste sábado (6). Conforme a Folha já havia noticiado, após reunião do prefeito com empresários no Ministério Público, as restrições se baseiam em uma escala de risco em quatro níveis, na qual o município está na zona laranja (a segunda de maior risco). Pelo decreto, o comércio de rua vai funcionar das 11h às 19h.

Neste grupo, estão incluídos o ramo varejista em geral, exceto ambulantes; as atividades de lavanderias, tinturarias e toalheiros; o comércio de combustíveis e lubrificantes, exceto postos de combustíveis; oficinas, mecânicas, lanternagem, pintura e afins; serviços de corte e costura e demais estabelecimentos não previstos anteriormente. Shppping centers poderão funcionar das 12h às 20h, desde que respeitando as medidas de segurança, com exceção da praça de alimentação, cinemas e estabelecimentos voltados para recreação.

Por sua vez, o comércio considerado essencial está autorizado a funcionar 24 horas por dia. Pelo documento, os estabelecimentos que prestam esse tipo de serviço são supermercados ;  hortifrutigranjeiros; minimercados e mercearias; açougues; peixarias e aviários; padarias e lojas de panificados; comércio especializado em produtos naturais, suplementos e fórmulas alimentares; postos de combustíveis e suas lojas de conveniências; farmácias; clínicas e consultórios médicos e odontológico; laboratórios de exames clínicos e de imagem; clínicas veterinárias; comércio da construção civil, ferragens, madeireiras, serralheiras, pinturas e afins; comércio atacadista; atividades industriais de necessário funcionamento contínuo e serviços Industriais de utilidade pública.

Empresas dos setores de indústria e serviços estão liberadas para operar das 9 às 17h, incluindo serviços em geral; indústrias extrativas; indústrias de transformação; atividades gráficas; atividades financeiras; seguradoras e serviços relacionados; atividades imobiliárias; atividades jurídicas, de contabilidade e de auditoria; atividades de empresas, de consultoria e de gestão empresarial; atividades de arquitetura e engenharia; atividades de publicidade e comunicação; atividades administrativas e serviços complementares; agências de viagens, operadores turísticos e serviços de reservas; lotéricas e correspondentes bancários; bancas de jornais e revistas. A construção civil poderá atuar das 7h às 15h.

Todos esses segmentos deverão obedecer aos protocolos de higiene e distanciamento previstos para a zona laranja do Plano de Ação e Controle da Prefeitura. Um eventual aumento no risco, que leve o índice Geral de Controle para a zona vermelhas poderá levar à adoção de medidas restritivas mais rigorosas. As atuais medidas serão válidas pelos próximos 14 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.