Assine Já
terça, 27 de julho de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46056 Óbitos: 1864
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12562 754
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
QUARENTENA PRORROGADA

Prefeitura de Cabo Frio estende medidas de restrição até 31 de maio

Novo decreto regulamenta serviço de entrega por restaurantes e lanchonetes

08 maio 2020 - 21h12Por Redação

A Prefeitura de Cabo Frio estendeu até 31 de maio as medidas de restrição e prevenção ao novo coronavírus, incluindo o fechamento do comércio que não é considerado de funcionamento essencial no município, inclusive nos shoppings centers e centros comerciais. O prefeito Adriano Moreno (DEM) assinou nesta sexta-feira um novo decreto que reforça as determinações anteriores e regulamenta o serviço de entrega por restaurantes e lanchonetes.

Esses estabelecimentos poderão exercer suas atividades comerciais por meio da entrega de refeições em sistema delivery, take-away e drive-thru. Compreende-se por take-away, exclusivamente a atividade de retirada de refeição, adquirida previamente, por meio eletrônico ou telefone, com hora marcada, vedado o ingresso de qualquer cliente no estabelecimento comercial, bem como a formação de filas ou qualquer tipo de aglomeração de pessoas.

Para a instalação do sistema de entrega de produtos por meio de drive-thru, os restaurantes e lanchonetes deverão organizar a parada dos veículos, sem prejudicar a mobilidade urbana.

Os demais estabelecimentos comerciais somente poderão exercer suas atividades comerciais por meio da entrega de produtos em sistema delivery, ficando vedada as modalidades de atendimento no sistema take-away e drive-thru.

Para adoção dos sistemas de entrega (delivery), os estabelecimentos comerciais deverão bloquear o acesso de clientes e entregadores ao interior da loja, por meio da instalação de fitas zebradas, mesas, balcões, móveis ou objetos similares, que visualmente demonstrem que o estabelecimento não está realizando o atendimento presencial.

Os estabelecimentos comerciais que estiverem proibidos de atender o público de forma presencial deverão encerrar suas atividades até 22h.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.