Assine Já
terça, 19 de outubro de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ONDA FORTE

Fevereiro é o mês de maior mortalidade por Covid em Cabo Frio, segundo boletins da Saúde

Prefeitura alega que quantidade inclui óbitos de semanas e meses anteriores

26 fevereiro 2021 - 18h52Por Rodrigo Branco
Fevereiro é o mês de maior mortalidade por Covid em Cabo Frio, segundo boletins da Saúde

O mês de fevereiro terminará como o de maior número de mortes por Covid-19 desde o começo da pandemia, apontam os boletins epidemiológicos da Secretaria Municipal de Saúde. Até o fechamento desta reportagem, foram registrados 66 óbitos, um a mais do que o divulgado no mês anterior, antigo recorde. No total, foram 347 até esta sexta (26). 

Apesar de se tratarem de números oficiais, em nota, a Prefeitura disse que o número de mortes no segundo mês de 2021 é três vezes menor. De acordo com o município, os dados que aparecem no Boletim Covid-19 são brutos, que abrangem semanas e até meses anteriores. Desta forma, entre 1º e 24 de fevereiro, a Prefeitura disse que foram 22 óbitos notificados.

Segundo o governo municipal, isso ocorre porque, entre outros fatores, os resultados vindos do Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen/RJ) levam este período para serem enviados para Cabo Frio. O Lacen processa exames de todo o Estado do Rio. Desta forma, diz a nota, “não é correto o cálculo que considera o número de óbitos do boletim do dia 1º até o dia 24 de fevereiro”. 

Seja como for, o avanço do número de casos e de mortes é considerado preocupante na cidade. Na última semana, a marca de 7 mil casos confirmados foi ultrapassada. Até o dia 24, 7.163 pessoas haviam testado positivo para a doença durante toda a pandemia. Nos últimos meses, o aumento do contágio é notório. 

Em 1º de dezembro, o município já havia registrado 3.851 casos. Levando-se em conta o número de casos notificados até 24 de fevereiro, o aumento nos casos foi de 86% em menos de três meses. Para o infectologista Charbell Miguel Haddad Kury, o número de casos na região se manterá elevado até o fim de março, em função dos efeitos do período de Carnaval nas cidades.

– Sempre pensamos que a segunda onda, que começou em dezembro, janeiro e fevereiro, seria maior porque a população de classe média passou a sair de casa depois da primeira onda, em abril, maio e junho. Na segunda onda, todo mundo sai de casa, o que impacta tanto no hospital público, como no particular. Tem o verão, o fato de Cabo Frio ser uma cidade turística que recebe pessoas do Brasil todo, o que representa um adicional. Essa segunda onda vem mais robusta e a gente acredita que será uma segunda onda mais elevada e por mais tempo – explicou o especialista, da Faculdade de Medicina de Campos.

Em nota, o Governo Municipal informou ainda que vem se estruturando para o atendimento dos casos de Covid-19. A cidade possui duas tendas de triagem, sendo uma em cada distrito. Há também o Hospital do Jardim Esperança, que é referência para pacientes diagnosticados com o coronavírus e que encaminha os casos mais graves para outras unidades do Estado do Rio.

O município possui leitos exclusivos para pacientes diagnosticados com Covid-19, tanto em UTI como em enfermaria. Além disso, as equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESFs) estão sendo treinadas para realizarem atendimento e monitoramento de pessoas que apresentem sintomas leves da doença.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.