Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ONDA PERIGOSA

Bandeira roxa: Estado do Rio apresenta risco muito alto para Covid-19

Municípios da Baixada Litorânea estão entre os que têm a situação mais delicada

03 abril 2021 - 11h18Por Redação

A 24ª edição do Mapa de Risco da Covid-19 mostra que a situação da pandemia se encontra em risco muito alto (roxo) no Estado do Rio de Janeiro.  As regiões Litorânea [onde se encontra a Região dos Lagos], Centro Sul, Médio Paraíba, Metropolitana I e Norte estão classificadas com risco muito alto (bandeira roxa); as regiões Metropolitana II, Serrana, Noroeste e Baía de Ilha Grande estão classificadas com risco alto (bandeira vermelha), conforme mapa de risco da Covid-19. A análise compara a semana epidemiológica 11 (de 14 a 20 de março) com a 09 (de 28 de fevereiro a 06 março) de 2021.

Cada bandeira representa um nível de risco: roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).

Na comparação do período analisado, o Rio de Janeiro apresentou um aumento no número de óbitos (29%) e também de casos de internações por síndrome respiratória aguda grave (26%). As taxas de ocupação de leitos do estado, nesta sexta-feira (2), estão em 90% para UTI, e em 80,7% para enfermaria. Os resultados dos indicadores auxiliam na tomada de decisão dos gestores públicos, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada região.

Abertura de leitos – A Secretaria de Estado de Saúde abre a partir deste sábado (3), de forma gradativa, 150 leitos no Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. São 60 leitos de UTI e 90 de enfermaria para atender, neste momento, exclusivamente pacientes com Covid-19.

Além disso, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) reforça que vem trabalhando diuturnamente para aumentar a oferta de leitos para atendimento a casos de Covid. Desde a semana passada, em articulação com o Ministério da Saúde (MS), foram abertos mais de 400 leitos para tratamento de pacientes com Covid-19.

Distribuição de vacinas – A SES distribuiu nesta sexta-feira (2) aos 92 municípios do estado 896.400 doses da vacina contra a Covid-19, sendo 825.400 da CoronaVac e 71 mil da Oxford/AstraZeneca. As cidades do Rio, Niterói, São Gonçalo e Maricá fizeram a retirada por via terrestre, na Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, em Niterói. Já para os outros 88 municípios, a distribuição foi feita por sete helicópteros, sendo dois do Governo do Estado, dois da Secretaria de Estado de Polícia Civil, dois do Corpo de Bombeiros e um da Secretaria de Estado de Polícia Militar.  As aeronaves saíram do Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar e do 12º BPM, em Niterói.

Doses recebidas e enviadas – A SES recebeu do Ministério da Saúde (MS), até esta quinta-feira (01.04), 4.391.120 doses da vacina contra a Covid-19, sendo 3.865.520 da CoronaVac e 525.600 da Oxford/AstraZeneca. Com as entregas realizadas nesta sexta-feira (02.04), foram distribuídas 4.374.120 doses dos imunizantes, sendo 2.749.540 para primeira aplicação e 1.624.580 para segunda aplicação.

Vacinação – Até as 9h desta sexta-feira (2), o estado registrava 1.228.026 de pessoas vacinadas com a primeira dose e 360.678 com a segunda. O vacinômetro pode ser acessado pelo site: https://vacinacaocovid19.saude.rj.gov.br/

 
 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.