Governo vai analisar contraproposta para calendário de pagamento

Servidores formalizam parcelamento e aguardam nova rodada de negociação

Texto: Rodrigo Branco | foto: Divulgação AFM
Publicado em 11/01/2017 às 02:25

 A Prefeitura de Cabo Frio vai analisar a contra­proposta feita pelos servi­dores municipais para o calendário de pagamento dos salários e de gratifi­cações atrasadas. A pri­meira oferta do governo foi rejeitada na noite de segunda-feira (9) em assembleia organizada pelos sindica­tos de várias categorias, inclusive da Saúde e da Guarda Municipal. Na sexta-feira (6), a Educação decidiu fechar acordo de parcelamento dos venci­mentos atrasados.

Em nota, o governo municipal disse que as­sim que for notificado será feita nova avaliação e pos­terior retomada da nego­ciação com os trabalhado­res. É o que aguardam os representantes sindicais, para que os serviços públi­cos voltem à normalidade.

– Tivemos a primeira rodada de negociação an­tes mesmo de o prefeito tomar posse. Depois que ele assumiu, tivemos outra reunião, já com uma pro­posta bem diferente da pri­meira.

 Agora, novamente vamos sentar e avançar nas negociações porque é conversando que a gente se entende. É do interesse de todo mundo resolver isso – disse o presidente do Sindicato dos Servido­res Públicos de Cabo Frio (Sindicaf), Olney Vianna.

O principal fator para a rejeição da primeira pro­posta da Prefeitura foi o fato de ela ter sido consi­derada menos detalhada do que a apresentada para os profissionais de ensino. Na oferta inicial, só havia menção aos pagamentos dos meses de dezembro do ano passado e de janei­ro. O restante do débito ainda seria discutido com o funcionalismo. Além disso, segundo Olney, as projeções para este ano apontam para um aumento das receitas do município em relação ao ano passado.

– Apesar da Educação ter verba própria, o gover­no vai ter que entrar com recursos próprios também. Aí não é justo com os de­mais servidores que vão ter que apertar o cinto no último buraco. Ou todo mundo aperta o cinto, ou faz uma coisa justa, na média para todo mundo – disse Olney, para quem o pagamento imediato do sa­lário atrasado de setembro ‘não tem discussão’.

A contraproposta – Elaborada pelo vice-pre­sidente da Associação dos Fiscais Municipais (AFM), José Renato de Almeida, e aprovada na assembleia, a contrapro­posta do funcionalismo prevê a quitação imediata do que falta do mês de se­tembro do ano passado e os pagamentos dos meses de outubro até depois de amanhã (13/1); de janei­ro (até 31/1); de novem­bro de 2016 (até 14/2); de fevereiro (até 28/12); de dezembro de 2016 (até 15/3); de março (até 31/3) e do 13º salário e gratifica­ções pendentes (até 14/4). Além disso, deverá ser criado até o mês que vem um Conselho do Plano de Cargos, Carreira e Remu­neração (PCCR).

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841