Educação protesta e diz que só volta às salas de aula se governo 'pagar tudo'

Professores cobram salários de agosto, além do 13º de 2015, triênios e outros adicionais

Redação I Foto: Rodrigo Branco
Publicado em 12/09/2017 às 11:45

Depois de três meses, os professores e demais profissionais da Educação voltaram a protestar na manhã desta terça-feira (12) pelas ruas do centro de Cabo Frio. A categoria decidiu entrar em greve na noite desta segunda (11), em assembleia realizada no Colégio Edilson Duarte. 

O grupo cobra o pagamento não apenas dos salários de agosto, como também de parcelas atrasadas de acordo feito com a prefeitura em abril. Entre as reivindicações estão o 13º salário de 2015, triênios, mudanças de nível e outros direitos não pagos. A diretora do Sepe, Denise Teixeira, afirmou que a categoria só voltará ao trabalho depois que todas as pendências forem pagas. 

Durante a manifestação, houve muitas críticas ao prefeito Marquinho Mendes. Os servidores criticaram a contratação de empreiteiras e gastos com alugueis de carros e ambulâncias.

Um grupo tentar agendar ainda para a tarde desta terça (12) um encontro com o prefeito Marquinho Mendes para tratar do assunto. Outras informações a qualquer momento ou na edição impressa desta quarta (13).

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841