Assine Já
sexta, 14 de agosto de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 5213 Óbitos: 304
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 384 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1721 100
Iguaba Grande 420 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 914 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
Governo

Uso de fundo previdenciário causa divergência na Câmara de Cabo Frio

Governo quer usar recursos do Ibascaf para pagar salários; servidores contestam

16 dezembro 2015 - 10h04Por Nicia Carvalho

A sessão da Câmara de ontem teve mais polêmica sobre o paga­mento de salários e 13º dos apo­sentados de Cabo Frio. O vereador Aquiles Barreto (SD) apresentou relatório do Conselho Adminis­trativo do Ibascaf, que aponta que a entidade precisa de R$ 7,4 mi­lhões para efetuar o pagamento. Para cobrir o rombo, o vereador Vinícius Corrêa (PP), sobrinho do prefeito Alair Corrêa, sugeriu o uso do fundo previdenciário mu­nicipal. A ideia é usar os recursos de funcionários que começaram a contribuir em 2011, o que totaliza atualmente cerca de R$ 9 milhões.

– Um dos fundos é zerado e pago mensalmente, e o outro tem o montante de R$ 9 milhões. En­tão, sou favorável [a usar o fun­do]. Vamos garantir o pagamento de aposentados e pensionistas ou ficar com essa carga na consciên­cia? – argumentou Vinícius.

Mas os apelos, ao contrário de efeito positivo, criaram clima de tensão. Com muitos gritos, a as­sistência criticou a ideia de Viní­cius e exigiu que Olney Vianna, presidente do Sindicato dos Ser­vidores de Cabo Frio (Sindicaf), usasse a tribuna. Os vereadores Luis Geraldo e Aquiles Barreto foram contrários à ideia, assim como os representantes do Sindi­caf e do Sindicato dos Trabalha­dores da Saúde (Sindsaúde).

– O vereador Vinícius omitiu, não sei por qual motivo, o valor do repasse mensal que somente novembro e dezembro foi de cer­ca de R$ 10 milhões e 800 mil. Não precisa mexer no fundo. Se a Casa aprovar, vamos denunciar todos os vereadores que votarem a favor por crime de improbida­de administrativa – disparou Ol­ney da tribuna.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quarta-feira (16)