Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8438 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1675 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 256 15
Cabo Frio 2775 149
Iguaba Grande 699 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
marcio

Márcio Galo: "vamos mostrar que a bagunça acabou"

Secretário de Segurança de Arraial planeja alta temporada

17 dezembro 2016 - 12h33Por Rodrigo Branco
Márcio Galo: "vamos mostrar que a bagunça acabou"

Em Arraial do Cabo, a partir de 2017, a secretaria de Ordem Pública passará a se chamar de Segurança Pública, mas no que depender do futuro titular da pasta, o primeiro sargento da PM Márcio Veiga de Oliveira, o Márcio Galo, de 44 anos, a mudança não se restringirá ao nome do setor. Para ele, o maior desafio da gestão de Renatinho Vianna (PRB) na área será arru­mar a casa.

– Vamos fazer um choque de ordem. Vou precisar de três meses para mostrar a quem fre­quenta a cidade que as coisas mudaram, a bagunça acabou e Arraial vai voltar a sorrir – dis­se Galo.

A poucos dias da alta tem­porada, o futuro secretário de­monstra preocupação com o trânsito da cidade, que recebe em torno de 10 mil carros nesta época. Para minimizar o impacto nas estreitas ruas, Márcio Galo pretende botar em prática uma ideia engavetada há anos: a cria­ção de um ‘bolsão’ de estaciona­mento na entrada da cidade. Na semana do Carnaval, por meio de decreto municipal, o acesso de carros será restrito e apenas veículos públicos, de moradores e da rede hoteleira previamente cadastrados poderão entrar no perímetro urbano.

– Nosso calcanhar de Aquiles é o trânsito. Com a instalação desse bolsão pretendemos redu­zir de 30% a 40% do impacto. Ele será instalado no terreno da Rebeche com apoio da iniciati­va privada. De lá sairão coleti­vos, ônibus e vans. Uma firma já alugou o terreno e o espaço vai começar a funcionar em 1º de janeiro – disse.

Apenas para este verão, o es­tádio Barcelão, no Centro, tam­bém será usado como local de parada para carros que antes se­guiriam para a Praia dos Anjos, de onde saem os barcos de pas­seio. Aliás, essa última atividade também merecerá cuidados, por causa da ação abusiva dos ven­dedores que abordam os clientes no meio da rua. A prática seria coibida com a implantação de lei do Bilhete Único, derrubada anteontem, mas a falta de dis­cussão com os donos de embar­cação enterrou a iniciativa.

– Antes de tudo, como gestor de Segurança, sou favorável ao Bilhete Único. É assim em todo lugar que explora o Turismo. Vamos destinar um espaço para essas pessoas trabalharem sem atrapalhar o trânsito. Quem ul­trapassar esse espaço será leva­do para a delegacia – afirmou.

Outro ponto que preocupa Galo é a entrada indiscriminada de ônibus de turismo clandesti­nos na cidade. Para resolver a questão, ele prometeu aumentar a fiscalização no pórtico de en­trada com homens da Guarda Municipal e da Postura Munici­pal a partir das 6 horas da ma­nhã. Apenas veículos cadastra­dos poderão passar pela barreira. Isopores, engradados e churras­queiras serão apreendidas.

Nas praias, o trabalho dos ambulantes também será alvo de atenção redobrada. As licenças serão revistas por conta de casos de duplicidade e falsificação. Em locais como a Praia do Pon­tal e a Praia do Forno, haverá apoio de guarda-parques do Par­que Costa do Sol e guardas-am­bientais da própria secretaria, respectivamente. Já nas ruas, a ação dos flanelinhas será coibida por controladores da Esac e nos distritos de Monte Alto e Figuei­ra, o compromisso é que o mes­mo planejamento da área central será colocado em prática. Tudo para que a mudança na gestão não signifique apenas a troca de nome em uma placa.

– Como cidadão eu digo que a cidade está largada. Há uma verdadeira desordem pública em que hoje pode tudo – frisa.