Assine Já
segunda, 16 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
Geral

Eleitores deixam a regularização do título para o último dia do prazo 

Apesar das filas, o atendimento no Cartório Eleitoral é rápido

07 maio 2014 - 16h34
 Eleitores deixam a regularização do título para o último dia do prazo 

A máxima que o brasileiro sempre deixa tudo para a última hora nunca foi tão lembrada nesta quarta-feira (7), último dia para a regularização dos títulos eleitorais. Como consequência, o eleitores das 96ª e 256ª Zonas Eleitorais (ZEs), que funcionam no Bairro São Cristóvão,  tiveram que enfrentar filas grandes, no entanto, não tão demoradas, segundo os próprios votantes. De acordo com o chefe de cartório da 256ª, Vinícius Ferreira Loyola, para atender a demanda, desde segunda-feira (5), as zonas tiveram o horário de funcionamento antecipado para às 8h, tendo em vista que o atendimento normal é das 11h às 19h. Até às 15h desta quarta-feira, quase 200 eleitores já estavam com a situação eleitoral regular. A estimativa do servidor é que 400 eleitores sejam atendidos neste último dia.

_ Geralmente no último dia de regularização, fechamos com cerca de 400 atendimentos. Não acredito que seja tão diferente _ observou Loyola.

Para o chefe de cartório, apesar da grande demanda, ele não acredita que o horário seja prorrogado, já que a lei federal não permite. 

_ Se os retardatários não conseguirem regularizar suas situações, infelizmente ficarão de fora e não poderão votar. Terão que aguardar_ disse o funcionário

A dona de casa Maria da Penha Rangel da Costa, de 58 anos, mora há 10 anos em Cabo Frio e somente agora conseguiu transferir seu título para a cidade. Feliz por poder finalmente votar na cidade onde reside, Maria da Penha, não escondia a sua conquista, principalmente por não ter permanecido tanto tempo na fila.

_ Não fiquei nem uma hora esperando para ser atendida. Ainda bem que os funcionários são bastante ágeis e solícitos. A minha documentação estava completa e por isso foi muito rápido. Ainda bem que agora não precisarei ir ao meu domicílio eleitoral votar ou ter que justificar em outro município _ observou a dona de casa.

As adolescentes Ana Carolina Trindade e Thays Correa, ambas de 18 anos, haviam esquecido a data limite da regularização e por meio de uma reportagem souberam do prazo. As estudantes moradoras do Centro e de Vila Nova, respectivamente, se dirigiram ao cartório eleitoral em poucos minutos.

_ Não poderia ficar sem o documento, porque para fazer matrícula, a faculdade exige o título _ frisou Ana Carolina.

Já Thays Corrêa achou que o prazo para a regularização terminaria somente no dia 17.

_ Coloquei a roupa em poucos minutos e a minha mãe teve que me trazer às pressas para cá. Se eu não estiver com a minha situação eleitoral regularizada, eu sei que terei várias sanções – disse a estudante.