Assine Já
terça, 22 de setembro de 2020
Região dos Lagos
19ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7847 Óbitos: 412
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 473 10
Arraial do Cabo 231 13
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
protesto

Educação protesta e diz que só volta às salas de aula se governo 'pagar tudo'

Professores cobram salários de agosto, além do 13º de 2015, triênios e outros adicionais

12 setembro 2017 - 11h45Por Redação I Foto: Rodrigo Branco
Educação protesta e diz que só volta às salas de aula se governo 'pagar tudo'

Depois de três meses, os professores e demais profissionais da Educação voltaram a protestar na manhã desta terça-feira (12) pelas ruas do centro de Cabo Frio. A categoria decidiu entrar em greve na noite desta segunda (11), em assembleia realizada no Colégio Edilson Duarte. 

O grupo cobra o pagamento não apenas dos salários de agosto, como também de parcelas atrasadas de acordo feito com a prefeitura em abril. Entre as reivindicações estão o 13º salário de 2015, triênios, mudanças de nível e outros direitos não pagos. A diretora do Sepe, Denise Teixeira, afirmou que a categoria só voltará ao trabalho depois que todas as pendências forem pagas. 

Durante a manifestação, houve muitas críticas ao prefeito Marquinho Mendes. Os servidores criticaram a contratação de empreiteiras e gastos com alugueis de carros e ambulâncias.

Um grupo tentar agendar ainda para a tarde desta terça (12) um encontro com o prefeito Marquinho Mendes para tratar do assunto. Outras informações a qualquer momento ou na edição impressa desta quarta (13).