Assine Já
sábado, 11 de julho de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3380 Óbitos: 195
Suspeitos: 344 Confirmados: 3380 Óbitos: 195
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1035 63
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
entrevista

Alair admite agressão a funcionário da Comsercaf: "Dei um catiripapo mesmo"

Em última entrevista na rádio, prefeito ironiza protestos e diz que está 'até bonito'

29 dezembro 2016 - 10h49Por Redação I foto: Arquivo Folha
Alair admite agressão a funcionário da Comsercaf: "Dei um catiripapo mesmo"

Na última entrevista concedida a uma rádio no seu mandato, para o comunicador Amaury Valério, da Rádio Ondas FM, o prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP) admitiu que agrediu um funcionário da Comsercaf durante discussão na garagem da autarquia, na semana passada. Na ocasião, os garis reivindicavam o pagamento do 13º salário e Alair justificou a atitude, dizendo ter sido chamado de 'safado' antes.

– Ouvi duas ou três vozes na aglomeração de 200 pessoas me chamado de safado. Fui ao encontro deles e perguntei quem tinha me chamado de safado. Não é porque sou idoso ou prefeito que podem achar que vão me esculhambar e eu não vou reagir. Aí chegou um bobalhão e me chamou de 'safadão'. Dei um catiripapo para mostrar que eu sou um homem que não aceita ser enxovalhado e fica por isso mesmo. Dei logo um chega pra lá, porque estou com idade avançada, mas continuo saudável e guerreiro – declarou Alair no programa.

Ao fazer um balanço da sua administração, o prefeito que sai daqui a três dias, mais uma vez culpou a crise na Petrobras e o Plano de Cargos e Salários criado pelo antecessor, que também o sucederá, Marquinho Mendes. Questionado pelo apresentador sobre o futuro, Alair negou que abandonará a política e ironizou os protestos contra os salários atrasados.

– Do ponto de vista eleitoral, eu saio pequeno (do mandato). Mas do ponto de vista político, saio grande, porque enfrentei os maiores protestos que um político já enfrentou. Estou abatido? Eu estou até bonito – comentou.

A entrevista foi gravada na última segunda-feira (26) no estúdio do programa Amaury Valério e causou grande repercussão. Muitos ouvintes ligaram para a produção criticando as declarações e a própria entrevista, enquanto alguns poucos apoiaram as palavras do prefeito.