Assine Já
quinta, 21 de novembro de 2019
Região dos Lagos
24ºmax
20ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
Maria Joaquina

Tribunal de Justiça suspende decisão de passar Maria Joaquina para Búzios

No entanto, população do bairro não poderá participar das eleições suplementares

22 junho 2018 - 12h05Por Redação I Foto: Reprodução RC24h
Tribunal de Justiça suspende decisão de passar Maria Joaquina para Búzios

Em decisão proferida nesta quinta-feira (21), o desembargador relator José Roberto Lagranha Távora, do Tribunal de Justiça do Rio, cancelou os efeitos do artigo 1º da Lei Estadual 7.880/2018, que anexa o bairro Maria Joaquina a Búzios. Mas, segundo informações obtidas pela reportagem no cartório da 256ª zona eleitoral, a decisão só vale a partir de segunda-feira, 25, um dias após as eleições suplementares de Cabo Frio - o que impossibilita a participação dos moradores de Maria Joaquina no pleito. O TRE pediu que a transferência acontecesse depois do pleito pois não haveria tempo hábil de reinserir os moradores no processo. 

A decisão do desembargador foi com relação à medida liminar impetrada na Justiça pelo então prefeito Marquinho Mendes. A Prefeitura de Cabo Frio se manifestou através de nota:

"A Prefeitura informa que no dia 04 de abril de 2018 foi emitido um decreto informado sobre institucionalidade da Lei Estadual e o não cumprimento da mesma por entender que a votação afronta o artigo 18, parágrafo 4º da Constituição Federal, ao não cumprir os requisitos estabelecidos para criação, incorporação, fusão e desmembramento de Municípios. Segundo a Legislação Brasileira, tais ações só podem ocorrer por meio de lei estadual, dentro do período determinado por lei complementar federal, e dependendo de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos, após divulgação dos Estudos de Viabilidade Municipal, apresentados e publicados na forma da lei". 

*Foto: RC 24h