Assine Já
segunda, 18 de novembro de 2019
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
Alair

Fora da Alerj, Alair diz que eleitores preferiram vender votos

Ex-prefeito de Cabo Frio declarou que vai reavaliar futuro político

08 outubro 2018 - 19h13Por Redação I Foto: Reprodução
Fora da Alerj, Alair diz que eleitores preferiram vender votos

O ex-prefeito de Cabo Frio Alair Corrêa (PRP) manifestou-se pelas redes sociais na tarde desta segunda-feira (8) para comentar seu desempenho nas eleições. Alair obteve 3.294 votos e não conseguiu se eleger para a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Alair disse que enfrentou o ‘voto de protesto’ e a ‘venda de votos’. Em nota, o veterano político disse que não teve os mesmos recursos dos seus adversários, o que teria atrapalhado as suas intenções.

"Enfrentei uma batalha tremenda, sem recursos como outros candidatos que estavam endinheirados, perseguido por uma mídia vingativa e com o povo optando pelo voto de protesto ou preferindo a venda do voto. Meu partido é pequeno, não tive tempo de tv, fiquei isolado, e acabei não conseguindo ter a votação necessária" disse em nota.

O ex-prefeito encerrou o comunicado dizendo que voltará a se dedicar à vida empresarial para ‘mais à frente’ se ‘posicionar politicamente’. Entretanto, Alair tem questões importantes para se preocupar, uma vez que a Câmara Municipal de Cabo Frio irá votar em breve o parecer contrário das contas de 2015 e 2016 emitido pela Comissão de Finanças e Orçamento. Caso o plenário acompanhe o relator, ele poderá ficar inelegível por oito anos.

Alair concorreu com o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral por problemas nas contas de 2001 a 2004. Ele ainda tem um recurso a ser julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia a nota na íntegra:

"Queridos amigos, infelizmente não logramos êxito nessa eleição.
Quero agradecer a todos que lutaram e que votaram em mim. Enfrentei uma batalha tremenda, sem recursos como outros candidatos que estavam endinheirados, perseguido por uma mídia vingativa e com o povo optando pelo voto de protesto ou preferindo a venda do voto. Meu partido é pequeno, não tive tempo de tv, fiquei isolado, e acabei não conseguindo ter a votação necessária.
Agora retorno ao meu trabalho empresarial para mais a frente me posicionar politicamente.
O momento agora é de repensar, de  conversar com os amigos e família. Já perdi outras batalhas e tive que recomeçar.
Farei isso outra vez. Obrigado.
Alair Corrêa"