Assine Já
segunda, 18 de novembro de 2019
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
Geral

Da diversificação ao Centro de Convenções

Candidatos na eleição suplementar de Cabo Frio revelam seus planos para o Turismo da cidade

14 junho 2018 - 09h25
Da diversificação ao Centro de Convenções

Assim como foi feito na semana passada com relação aos royalties do petróleo, a Folha procurou os candidatos a prefeito de Cabo Frio para que eles falassem sobre seus planos e projetos para incrementar a atividade turística na cidade.  Entre as principais pontos destacados estão o estímulo a outras modalidades de Turismo que não apenas o de alta temporada, as parcerias público-privadas e a construção do Centro de Convenções. Confira abaixo:

Rafael Peçanha (PDT)

“O primeiro ponto é reorganizar a cidade. Ela tem que ser preparada para ser atrativa, pois ninguém vai querer vir para um lugar sem Saúde, mobilidade e limpeza.Temos que estimular a expansão da rede hoteleira com verbas federais e parcerias público-privadas. Vamos criar um calendário fixo de eventos para baixa temporada, consertar a sinalização turística com verba do Ministério do Turismo, trabalhar as rotas turísticas e revitalizar os pontos turísticos”.

Cristiane Fernandes (PSDB)

“Em Cabo Frio nunca foi feito um Plano de Turismo. Somos a 7ª cidade mais antiga do Brasil, e o Turismo histórico não é estimulado; temos esse mar extenso, e não há o turismo náutico. Temos areias enormes, e cadê o turismo esportivo? Temos que fazer o Centro de Convenções, com parcerias público-privadas. Vamos fazer ações conjuntas com hotéis, pousadas, Convention Bureau e participar de feiras para divulgar a cidade fora do estado e do país e captar recursos”.

Marquinho Mendes (MDB)

“Quando começamos o governo, atuamos na limpeza e na organização da cidade. Reestruturamos a Saúde e a Educação e isso é investir em Turismo. Vamos continuar o que vínhamos fazendo que é requalificar o Turismo, que é o que deixa recursos e movimenta a economia da cidade, isso com preocupação com o Meio Ambiente. São sinais que pontuo para termos um Turismo de qualidade.”

Adriano Moreno (Rede)

O candidato não foi encontrado para comentar o que pensa sobre o assunto, mas em seu plano de governo disponível nas redes sociais, ele fala em “aumentar a eficiência dos programas de Turismo náutico, esportivo, histórico, ecológico, religioso e de negócios”. Ele também promete a construção do Centro de Convenções, para “estimular o turismo de negócios e de lazer”.

Leandro Cunha (PSOL)

“Vamos criar uma coordenadoria de projetos turísticos e fazer a articulação entre Turismo, Cultura e Esporte. Vamos criar projetos para que a gente possa captar recursos junto à iniciativa privada e ao Ministério do Turismo. Vamos criar corredores culturais e explorar esse potencial. Usar a questão do meio ambiente para o ecoturismo. Criar eventos para o todo o ano e gerar demanda contínua. E, sobretudo, criar ‘hubs’ de passageiros que posam vir de diferentes origens nacionais e internacionais”.

Carlão (PHS)

“O Turismo não se resolve em 30 meses. Ele foi abandonado nos últimos 22 anos. Nosso pontos turísticos têm que ser resgatados, recuperados e divulgados. Temos que criar uma agenda positiva e uma calendário turístico o ano inteiro. Divulgar Cabo Frio em outras cidades e países. Por uma questão cultural, ecológica e social. Temos mar, lagoa. Nossas praias podem receber competições de vôlei, surfe. Além disso, tem o turismo agrário, como em Barretos, que rende muito dinheiro. Por que não fazer exposições e leilões de animais?”