Assine Já
segunda, 18 de novembro de 2019
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
Geral

Adriano Moreno é eleito prefeito de Cabo Frio

Com 100% das urnas apuradas, médico e ex-vereador é eleito com 34.529 votos

24 junho 2018 - 20h17
Adriano Moreno é eleito prefeito de Cabo Frio

Adriano Moreno, conhecido na cidade como Doutor Adriano, é o novo prefeito de Cabo Frio e vai governar a cidade até dezembro de 2020. Depois de ficar em Segundo lugar nas eleições de 2016, ele liderou a apuração da eleição suplementar desde o início e venceu o pleito, com 34.529 votos, ou 68,58% dos votos válidos.

Marquinho Mendes (MDB), que tentava voltar ao cargo depois de ser afastado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em abril, terminou como o segundo candidato mais votado, com 32.187 votos. No entanto, por ter sido indeferido nas duas primeiras instâncias da Justiça Eleitoral, ele apareceu no boletim do TRE na condição de ‘indeferido com recurso’ e com a votação zerada.

O professor Rafael Peçanha (PDT) fi cou em terceiro lugar, com 14.113 votos, ou 28,03% dos votos válidos. Na eleição passada, quando foi eleito vereador da cidade, ele obteve 1.794 votos, sendo o sétimo vereador mais votado do município. Completaram a lista, Cristiane Fernandes (PSDB), com 1.419 votos; Leandro Cunha (PSOL), com 1.068 votos e Carlos Augusto Felipe, o Carlão (PHS), com 638 votos. Assim como Marquinho, Cristiane teve a votação zerada por estar com o registro de candidatura indeferido em segunda instância.

A eleição apresentou alto índice de abstenção, que bateu em 34,31%. Entre os que compareceram às seções, 3.154 votaram em branco (3,31%) e 41.846 (43,89%) anularam o voto.

Desde que saíram os primeiros números oficiais da Justiça Eleitoral, sobretudo das seções da região central da cidade, Adriano apareceu na liderança, com mais de dois mil votos de diferença para Marquinho. E com o passar do tempo, a distância foi aumentando e chegou a cerca de 3.500 votos. Com a totalização dos números de Tamoios e de parte da região do Grande Jardim Esperança, a diferença entre os dois diminuiu, mas Marquinho, que nunca havia perdido uma eleição majoritária, jamais chegou a ameaçar a vitória do candidato da Rede Sustentabilidade.

Com pouco mais de 80% das urnas apuradas, pouco antes das 20 horas, a vitória de Adriano já estava selada e já havia ‘buzinaço’ e carreatas em alguns pontos da cidade. Evitando demonstrar euforia, o novo prefeito de Cabo Frio falou com a reportagem da Folha sobre o que significa a sua vitória para cidade.

– Quero dizer que Cabo Frio quebra hoje um modelo político que está há mais de 22 anos nesta cidade e que tanto mal fez ao nosso cidadão. Agora é a hora da mudança, da mudança verdadeira. Sou um prefeito de todos os cidadãos cabo-frienses, de todos os 210 mil moradores – afirmou.

Adriano comentou também sobre o que espera encontrar na prefeitura.

– Espero quer seja uma transição transparente e o menos traumática possível porque o povo de Cabo Frio não suporta mais sofrimento – disse.

Após atender veículos de imprensa local, Adriano partiu para uma casa de festas nas Palmeiras, onde foi recebido com muita festa pela sua militância, que aguardava impacientemente o primeiro prefeito desde 1997, sem contar o interino Aquiles Barreto, que não é nem Alair Corrêa, nem Marquinho Mendes.

Trajetória política

Adriano Guilherme de Teves Moreno tem 54 anos de idade e é médico ortopedista por formação. Esta é a segunda vez que ele concorreu em uma eleição majoritária em Cabo Frio. Em 2016, ele terminou em segundo lugar na corrida eleitoral para prefeito, quando teve 23.287 votos.

Funcionário da rede municipal de Saúde e dono de um consultório particular,  Adriano Moreno entrou para vida pública em 2012, quando foi convidado a disputar uma vaga para a Câmara Municipal pelo PP, à época, como pertencente à base do ex-prefeito Alair Corrêa. Ele foi eleito com 1.859 votos.

Após ter feito parte da base de Alair em parte do mandato, rompeu com o ex-prefeito em 2014 e foi para o partido Rede Sustentabilidade, onde tornou-se um dos líderes da oposição, quando turbinou sua candidatura para a eleição municipal de 2016.