Assine Já
segunda, 06 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Coluna

Dias de caos

24 janeiro 2020 - 20h29

Os últimos 40 dias do governo Adriano serviram de resumo do que a cidade passou desde o dia 18 de julho de 2018, quando o prefeito assumiu o poder, bem como uma prévia do que Cabo Frio deverá, infelizmente, viver até 31 de dezembro deste derradeiro ano.

A saga dos 40 dias de caos começa com a divulgação de calendários tresloucados de pagamentos de servidores e se acirra a partir de 20 de dezembro de 2019, quando estoura o prazo final de pagamento do décimo-terceiro salário. A partir daí, o que vimos foram vários calendários, promessas não cumpridas, conflitos, atos, manifestações justas dos servidores, troca de secretários e muito mais.

O detalhe é que tudo ocorre na virada do ano, momento especial emocional e economicamente para as famílias da cidade, início do pico anual de arrecadação municipal, com as entradas de cotas únicas de IPTU e repasses de impostos estaduais. 

Tudo isso indica que, em que pese o interesse eleitoreiro do governo, os dias que se aproximam serão de ainda mais caos. A gestão Adriano - que, na minha visão, nem é uma gestão, mas um amontoado de acordos nocivos para o município - não apenas manteve, mas aprofundou o sistema de destruição da máquina e das contas públicas, fazendo com que uma das cidades mais ricas do país pareça pobre.

Nosso mandato seguirá lutando para que essa inoperância seja denunciada, e, principalmente, para que este mal seja extirpado da vida do cabo-friense, através da força do seu povo, nas ruas e nas urnas.