Assine Já
segunda, 26 de outubro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
Coluna

Cabo Frio e uma Eleição já polarizada

25 setembro 2020 - 13h58

O pleito eleitoral deste ano promete fortes emoções e os embates mais acalorados, alguns até apaixonados - seja pelos seus candidatos ou pelo dinheiro e salário que recebem - já começaram, algo aliás natural do jogo político e rotineiro em se tratando de Eleições. 

Direita X Esquerda ou Esquerda X Direita, Blocão da esquerda contra o candidato bolsonarista da direita, união do bem ou a reconstrução de Cabo Frio, precisarão, além de trabalhar esmiuçadamente a polarização, apresentar projetos, planos de governos, ideias e soluções, que não sejam faraônicas, como víamos nas eleições anteriores, onde alguns ex-Prefeitos prometiam o impossível, enchendo a campanha eleitoral com promessas inócuas e vazias, que na prática, nunca seriam cumpridas, como não foram aliás.

As briguinhas nos grupos de whatsapp, mídias sociais e pelas ruas da cidade estão manjadas e não convencem mais, quando a grande maioria ( salvo raras exceções ), brigam apenas para manterem suas vagas, contratos, negociações e portarias com o poder. Os ataques pelos ataques não chegam a massa, ao povo cabo-friense, que é quem de verdade elege um Prefeito, e quando chega, os mesmos se mostram enojados com essa velha e mofada prática de ser fazer política em Sucupira. 

Hoje vivemos numa cidade que não oferece o básico ao seu morador e cidadão, um município onde, mesmo com uma arrecadação de quase R$ 1 bilhão de reais ano, nada funciona e não sabemos onde o dinheiro está aplicado, ou sabemos, como todos sabem, mas não podemos falar ne, mas no bolso de alguém ou alguns está, menos nas ruas que continuam cada vez mais esburacadas e na saúde, que continua doente e vergonhosa. O que dizer da educação sucateada de Cabo Frio? Os números do Ideb falam por si só. 

Os grupos políticos, ou grupões - com as devidas renúncias, recuadas e apoios declarados oficialmente no blocão -, de um lado e outro,  precisarão mostrar nomes, apresentar seu time, sem esconder aqueles que são 'amigos', mas que possuem um passado nebuloso na vida pública ( que tem em todos os lugares ) e ainda, convencer o alto número de indecisos e decepcionados com a política local a irem votar, por ideologia, por acreditarem em uma Cabo Frio melhor, por uma esperança renovada ou mesmo por revolta. Só os votos dos partidários e dos defensores não vai eleger o novo Prefeito de Cabo Frio, não dessa vez. 

Motivar o eleitor a ir votar será o maior desafio desta atípica Eleição Municipal, e nisso, tanto a Direita, quanto a Esquerda, e os demais, seja em qual posição estiverem, terão trabalho redobrado e precisarão, urgentemente, rever suas táticas de guerrilha, por que se fizerem como no passado recente da cidade, correm sérios riscos do resultado nas urnas os surpreender. Lembrando que só se ganha a guerra, depois de combatido todas as batalhas!!!