Assine Já
quinta, 04 de junho de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
15ºmin
Coluna

Maus tratos aos animais em Cabo Frio, como proceder?

17 janeiro 2020 - 20h48

Todos os dias recebo milhares de denúncias referente a maus tratos aos animais,  e em todas as denúncias as pessoas não sabem como proceder ou como agir, e realmente, é uma tarefa muito difícil conseguir apoio e fiscalização.

Apesar de Cabo Frio ter uma Superintendência de proteção animal,  desde que o Prefeito Adriano assumiu, a mesma tornou-se completamente inútil, está pasta nunca verificou uma denúncia se quer, e nós cidadãos ficamos de mãos atadas, pois sabemos que não podemos contar com o apoio da polícia nessa questão, e nem da polícia ambiental.

Então como fazer? A situação é difícil, ou vamos com a cara e coragem sozinhos verificar a denúncia correndo risco da nossa própria integridade física, ou infelizmente o animal vai continuar sendo maltratado. Se o animal precisar ser recolhido, torna tudo mais complicado ainda, pois quem de fato ajuda, já está com suas casas lotadas.

A obrigação deveria ser do responsável pela pasta de proteção aos animais junto a polícia, como sempre foi! Mas como nada funciona, os animais são deixados de lado novamente. 

O que mais me impressiona é que a população cobra tais atitudes das pobres protetoras, como se as mesmas ganhassem para isso, e esquecem de cobrar e exigir de quem realmente tem o dever de trabalhar em prol dos animais.

Infelizmente cargos que envolvem vidas, principalmente dos animais, deveriam ser colocados pessoas além competentes, pessoas que tem amor e compaixão por eles, não é um cargo feito para colocar amigos e cabos eleitorais, pois acontece o inevitável, os animais sofrem, não são cuidados, e ficam jogados a própria sorte, já que não sabem pedir socorro nem reclamar, ficam nas mãos dessas pessoas totalmente  desprovidas de profissionalismo e compaixão, pois para elas, qual a importância de um cãozinho abandonado?
Mas o que esperar de gestores arrogantes que não tiveram a decência de respeitar e conhecer o trabalho que ali fazíamos com tanto afinco e dedicação? De ao invés de dar continuidade e até melhorar, preferiram denegrir e até mentir, para encobrir a falta de competência dos mesmos.

Já que não são bons para fazer um bom trabalho, não têm capacidade para tal, o que resta? Atacar e colocar a culpa na gestão anterior. 
A superintendente de proteção animal, a qual conseguiu seu cargo por ter feito campanha para o prefeito, por coleguismo, e não por competência, saiu do canil e de seu posto, uma semana depois da denúncia que fiz ao Ministério Público sobre as atrocidades que ela cometia lá dentro, coincidência? Esta mesma, considerada uma veterinária conceituada e respeitada, talvez até seja em sua clínica, onde seus pacientes pagam, mas em um canil com animais de rua, sem ninguém por eles, a mesma sequer colocava a mão nos coitados, Alias, durante todo o tempo que trabalhei ali, vi a mesma saindo todos os dias meio dia, e sequer retornava ao seu posto, verificar denúncia não ia, fazer resgate não ia, trabalhava meio período apenas em um cargo de superintendente,  fez muita covardia ali dentro, pensando apenas em preservar sua reputação, escondendo tudo que ali acontecia, e proibindo funcionários de pedir até ajuda aos animais por não querer mostrar que sua gestão não era impecável, apenas por pura vaidade, aliás, nunca conheci alguém com uma vaidade tão aflorada, a ponto de preferir o sofrimento e até morte dos animais, a pedir ajuda. Mas a conta pelo mal causado, uma hora chega, não vamos esquecer, não pensem que os animais não tem ninguém por eles!