Assine Já
quarta, 26 de fevereiro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
22ºmin
Apartamento
Coluna

Basta de migalhas

10 fevereiro 2020 - 19h45

Os deputados federais distribuíram, ano passado, através de 8.150 emendas parlamentares, R$ 12,97 bilhões para os municípios. A participação da região nesse montante foi pífia, resultado da falta de representatividade dos nossos municípios em Brasília. Estamos e vamos continuar pagando caro por não termos um deputado comprometido com a solução para os nossos muitos problemas na Câmara Federal. O que temos visto nos últimos anos, e vamos continuar assistindo nos próximos três, são os prefeitos da região, independente de quem seja eleito em outubro, de pires na mão, mendigando liberação de verbas e as migalhas desse bolo.

Saquarema recebeu, ano passado, através de emendas parlamentares, R$ 7,25 milhões; Búzios R$ 3,81 milhões;  São Pedro da Aldeia R$ 3,25 milhões; Cabo Frio recebeu R$ 1,4 milhão; Iguaba Grande R$ 1 milhão; Arraial do Cabo e Araruama R$ 400 mil cada um, ou seja, o total repassado para a região, considerada uma das mais importantes do país, não chega a R$ 20 milhões. Os dados são do Portal da Transparência do Governo Federal.

É preciso que cada um de nós tenha a consciência e entenda que, sem representatividade na Câmara  Federal, nossos municípios e nossa região não tem voz, nem importância no epicentro da polícia nacional e, por consequência, nossos problemas não estarão no topo da lista de prioridades. A poluição na Lagoa de Araruama, o caos na saúde pública, a crise na educação, só para citar alguns dos nossos problemas mais urgentes, além dos nossos gritos e protestos, precisam ter na Câmara Federal um deputado atuante que não tenha medo de subir a tribuna e colocar a região no mapa da política nacional com a defesa intransigente dos nossos municípios e do nosso povo.

Quando estive na Câmara fui um deputado que representou a região como nenhum outro da nossa história política. Os prefeitos não precisavam peregrinar pelos corredores da Câmara de pires nas mãos. Eu estava presente nos municípios ouvindo as reivindicações, avaliando as necessidades, na base, independente de cor partidária ou viés ideológico dos governantes, como deve ser o trabalho de um deputado que verdadeiramente representa o seu estado e seus eleitores. O povo é testemunha que não usei o mandato pra me cacifar para prefeitura, como  todos que ganharam a representação da população costumam fazer. Eu fui deputado com muito orgulho.

E foram  muitas as emendas parlamentares que conquistei para a região, entre elas,  R$ 1,5 milhão para a construção do Centro de Convenções, em Búzios;  R$ 1,6 milhão para construção da Praça da Juventude, em São Pedro da Aldeia, com quadra poliesportiva, anfiteatro, e pista de atletismo, sem, falar nas emendas  destinadas a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia; para o financiamento de campos de grama sintética na Baleia e no Porto da Aldeia e de quadra poliesportiva  no Bairro São João ou para melhoria da infraestrutura urbana  do  município. Lamentei, na época, a ausência de projetos dos  municípios que pudessem, beneficiar, por exemplo, Unamar e Tamoios para onde pretendia também levar o projeto da Praça da Juventude e contribuir ainda mais com, o desenvolvimento sócio econômico da região.

A falta de representatividade, não tenho dúvidas, tem reflexos desastrosos no desenvolvimento social e econômico da região. Quando estive em Brasília representando nossos municípios, Cabo Frio, por exemplo, ocupava a nona posição no ranking estadual do PIB -  a soma de todos os bens e serviços produzidos no município. Hoje, de acordo com dados do IBGE, somos a vigésima segunda economia. Cabo Frio, por exemplo, perdeu até o protagonismo na região pra Búzios que lidera o ranking regional do PIB.

A região precisa de representatividade, este é o único caminho para se resgatar o protagonismo político que tivemos e perdemos porque só através da representatividade na Câmara Federal será possível recolocar a região no trilho do desenvolvimento sócio econômico. Temos que ter um deputado comprometido com as causas da região, que faça ecoar em Brasília a voz da nossa população, colocando na pauta nacional o debate para a solução dos nossos problemas. Basta de migalhas.