Padre expressa apoio a Bolsonaro durante missa em Cabo Frio

Alex Renato chegou a fazer símbolo de armas no altar da Paróquia Nossa Senhora da Assunção

RODRIGO CABRAL
Publicado em 03/10/2018 às 20:32

Durante missa celebrada no último domingo (30), na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, de Cabo Frio, o padre Alex Renato externou apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considera campanha política dentro de templos religiosos como abuso de poder econômico.

– Não esqueçam de "já ir" levando seu título no bolso – disse o padre Alex, durante parte de seu discurso sobre as eleições, fazendo conhecido trocadilho com o nome do candidato.

Em outro momento, no altar, ele chegou a fazer gestos para imitar armas, que são um símbolo da campanha de Bolsonaro.

– A zona eleitoral fica pra lá ou pra lá? Sabe me dizer? Acho que pra lá, né? – perguntava ele, como pretexto para reproduzir o símbolo com as mãos ao erguer os braços de um lado para o outro.

No início de vídeo postado na internet, cujo trecho foi retirado de transmissão realizada pela paróquia na internet, o padre Alex pediu juízo aos fieis.

– Domingo que vem, juízo, hein? Dia de eleição. Por favor, gente. Vamos ter juízo, vamos ter consciência. A igreja não pode ficar indicando candidatos, não. A gente tenta pelo menos orientar, para escolher de acordo com a história do camarada, do que ele defende, se é contra os princípios da igreja, se é contra o aborto, essas ideologias. Se for contra isso, tô fora, não vota, não. Tem que ficar bem atento a isso. Fiquem atentos ao vice, porque vice é complicado. Você vota no camarada, ele renuncia ou morre, assume o vice. E aí? Tá aí aquele trambolho, aquela tralha [risos].

Alex Renato é pároco da Igreja Sagrado Coração de Jesus, na Praia Grande, em Arraial do Cabo. Lá, ficou conhecido por realizar “celebrações animadas”, chegando a utilizar bonecos de fantoches na missa das crianças.

A Folha tentou falar com com o padre, mas, até o momento, não conseguiu contato.

Fiscalização – Fiscalização da Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro tem buscado coibir campanha política em igrejas. Em entrevista à Agência Brasil, o procurador regional eleitoral Sidney Madruga explicou que os fiscais monitoram se há pedido de votos ou distribuição de kits nos templos.

– Dentro das prioridades, nestas eleições, está o combate ao abuso do poder religioso. Há um monitoramento para saber se o líder religioso está pedindo votos ou distribuindo kits para determinado candidato. Esta situação já foi caracterizada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) como abuso de poder econômico, já que não existe a figura do abuso de poder religioso. O uso indevido e irregular, da igreja ou do templo, não deixa de ter um reflexo econômico – destacou Madruga.

O valor das multas vai de R$ 5 mil a R$ 30 mil. Denúncias podem ser feitas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e à Procuradoria Regional Eleitoral (PRE).

– O que nós esperamos é um comportamento de civilidade e cidadania dos líderes religiosos. No caso do Rio de Janeiro, a procuradoria eleitoral e a polícia estão de olho, fiscalizando as condutas irregulares com muito rigor. Essas pessoas que transgredirem a lei, em desrespeito ao processo democrático, tentando influenciar a vontade do eleitor, serão punidas, mediante a legislação eleitoral – concluiu o procurador.

No twitter, Papa criticou projetos armamentistas

No twitter, o Papa Francisco criticou projetos armamentistas (veja aqui). A postagem, no dia 26 de setembro, foi no perfil que o pontífice utiliza para se comunicar em português com os fiéis – o Papa tem mais de seis milhões de seguidores em todos os idiomas na rede social. "Rezemos para que no mundo prevaleçam os programas de desenvolvimento e não aqueles para os armamentos", escreveu.

A postagem recebeu elogios, mas, também, enxurrada de críticas de seguidores brasileiros. “Papa eu sou católico roxo que pratica a leitura bíblica, em Mateus cap 10 ver 34 Jesus fala que veio trazer a espada, que hoje simboliza a arma atual, não da pra enfrentar o terrorismo com pombas brancas e cantando imagine do John Lenon!!!”, comentou um internauta, sendo “curtido” por 273 pessoas.

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

 

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 99613-2841 | (22) 99933-2196

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 99887-3242

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 99776-2956