Linha Verde quer mais denúncias da Região dos Lagos

Objetivo é que a região saia dos atuais 4% para 15% das denúncias de crimes ambientais

Publicado em 23/04/2019 às 09:30

TOMÁS BAGGIO

Somente 4% das denúncias recebidas pelo serviço Linha Verde no primeiro trimestre deste ano foram da Região dos Lagos. O programa, que faz parte do Dique Denúncia e recebe informações sobre crimes ambientais em todo o estado do Rio, prepara uma campanha para incentivar os moradores da Região dos Lagos a passarem mais dados. O objetivo é que a região passe a representar cerca de 15% das denúncias até o fim deste ano.

– O número de informações provenientes da Região dos Lagos ainda é bastante insatisfatório. Estamos em contato com as prefeituras locais para fazer um fomento na divulgação do serviço, que recebe denúncias tanto por telefone como por aplicativo, sempre com anonimato garantido – explica a coordenadora operacional do Linha Verde, Adriana Nunes.

Segundo ela, os crimes mais denunciados na Região dos Lagos são desmatamento, extração ilegal de recursos minerais e maus tratos a animais. O Linha Verde também recebe denúncias de aterramento de rios, mangues ou lagoas, balões, caça ilegal de animais, captação clandestina de água, comércio irregular de água, construção irregular, contaminação do solo, desmatamento florestal, despejo de esgoto clandestino, desperdício de água, desvio de curso de rios, extração irregular de árvores, extração irregular do solo, guarda e comércio de animais silvestres, lixo acumulado, loteamento irregular, maus tratos contra animais, pesca irregular, poluição das águas, poluição do ar, queimadas, fabricação de cerol e linha chilena, pesca irregular e carvoarias clandestinas.

– A Região dos Lagos tem suas características particulares e é muito ligada ao tema ambiental. Por isso é importante que a população deixe de ter a percepção de apenas chamar a atenção de quem está cometendo um crime ambiental, para realmente denunciar. É um programa efetivo, vinculado ao Batalhão de Polícia Ambiental, que está presente em todo o estado e apura todas as denúncias – diz ainda Adriana.

No ano passado, em todo o estado do Rio, o Linha Verde recebeu 8.773 denúncias sobre ilícitos cometidos contra o Meio Ambiente. O número representa um aumento de 28% na comparação com os números obtidos pelo próprio Linha Verde em 2017. As denúncias são recebidas pelo telefone 0300 253 1177 (interior do estado, custo de ligação local) e pelo app Dique Denúncia RJ, que também recebe fotos e vídeos. Em ambos o anonimato é garantido.

Entre essas denúncias recebidas em 2018 foram mais de 250 pássaros da fauna silvestre resgatados de cativeiro, diversos locais onde havia construções irregulares e desmatamento encontrados e os crimes coibidos. Também foram apreendidos cerca de 220 balões.

Em uma análise das denúncias ao Linha Verde em todo o estado, é possível constatar que “maus tratos contra animais”, “guarda e comércio de animais silvestres”, “extração irregular de árvores”, “desmatamento florestal” e “poluição do ar” foram os mais recorrentes em 2018, com um total de 6.465 das quase 9 mil denúncias.

Na Região dos Lagos, a maior parte das informações partiu de Saquarema (15º) e Cabo Frio (21º). Já pelo app no ano passado foram cadastradas, no total, pouco mais de 2 mil denúncias.

O Linha Verde solicita a população que continue denunciando ilícitos ambientais em todo o Estado do Rio através dos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local), 2253 1177 (capital), ou através de seu aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, onde usuários com sistema operacional Android ou IOS podem denunciar anexando fotos e vídeos, também com a garantia do anonimato. A população pode também conhecer e curtir o Linha Verde no facebook, através do endereço: www.facebook. com/linhaverdedd.

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

 

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 99613-2841 | (22) 99933-2196

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 99887-3242

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 99776-2956