Deputado contesta comandante do 25º BPM sobre carros apreendidos em depósito privado

‘Ele está confundindo subtenente com deputado’, diz Mauro Bernardo

Publicado em 20/02/2019 às 09:28

As operações realizadas pela Polícia Militar para apreender veículos tidos como em situação irregular no último fim de semana irritaram o deputado estadual Mauro Bernardo (Pros). Na última sexta, Bernardo promoveu uma manifestação para contestar a atuação do depósito privado de São Pedro da Aldeia, que, segundo ele, funciona de forma irregular. Mesmo assim a PM continuou apreendendo veículos e levando os carros para o local. Mauro Bernardo considerou “uma falta de respeito”.

– Isso aí foi uma falta de respeito comigo e com a população. Como é que vai levar o carro pro depósito (de São Pedro) se o depósito está ilegal? Está provado que o depósito está ilegal. Anexei no meu ofício para o coronel (Roberto Dantas, comandante do 25º BPM) os documentos dizendo que o depósito não tem vistoria, não tem laudo, não tem autorização do Corpo de Bombeiros... então ele (Roberto Dantas) não podia levar os carros pra lá. É uma afronta o que ele está fazendo com um deputado. Ele está confundindo um subtenente com um deputado. Eu não sou subtenente, eu sou um deputado estadual eleito e vou fazer valer as minhas prerrogativas – disse Bernardo em entrevista à Folha.

Procurado pela reportagem na tarde de ontem, o comandante do 25º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Roberto Dantas, disse que estava ocupado e não poderia falar ao telefone. A reportagem enviou uma mensagem informando sobre o teor do assunto e oferecendo espaço para resposta, mas não houve retorno.

Mauro Bernardo se diz empenhado em acabar com os depósitos privados que armazenam veículos apreendidos pela polícia. Para ele, os depósitos devem estar sob gestão dos municípios, e não de empresários interessados no lucro proveniente do armazenamento dos veículos apreendidos. Bernardo disse ainda que pretende procurar o presidente da República para pedir alteração nas regras para apreensão de veículos.

– Vou fazer um projeto de lei e levar até o presidente Bolsonaro, já que ele é contra a corrupção. Porque a corrupção está aqui nesse tipo de depósito. Eu quero que a lei deixe só quatro motivos para apreensão do veículo, que seriam: veículo sem placa, veículo fazendo pega, veículo sem farol ou lanterna à noite e condutor sem habilitação. Os outros motivos que têm no Código de Trânsito são todos para retenção, que os policiais passaram a fazer apreensão. O que é retenção? É você sanar o problema na hora. Você não tem tempo de ir em casa pegar uma chave de roda pra trocar um pneu? Não tem tempo de trazer um amigo habilitado? Quando chega, o carro já está no depósito. Pra que essa fome de botar o carro no depósito? – questiona ele.

Mauro Bernardo reclamou de inércia por parte de outros políticos, como prefeitos e vereadores da região.

– Vou falar diretamente com o governador porque eu não aguento mais essa covardia que é o depósito. Esses vereadores e prefeitos de Cabo Frio e São Pedro, ninguém me apoia. Estou sozinho nessa. Todo mundo está vendo que tem indício de corrupção nesse  depósito. Eu estou sozinho, mas não vou desistir porque eu me elegi assim, e vou até o final. E não é só aqui não, é em todo lugar onde tem depósito particular. O depósito tem que ser municipal – considera ele.  

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

 

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 99613-2841 | (22) 99933-2196

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 99887-3242

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 99776-2956