Delegacia de Cabo Frio mais uma vez no topo

126ª DP ficou em primeiro no último ranking de produtividade entre as delegacias do Estado

Publicado em 14/09/2018 às 09:49

As batalhas diárias são muitas, mas na Delegacia de Polícia Civil de Cabo Frio, também há motivos para comemorar o bom trabalho realizado no dia a dia. Contando dados do mês de agosto, a delegacia novamente figurou na primeira colocação no ranking dentre todo o Estado do Rio de Janeiro no critério produtividade. A unidade policial já havia conquistado o mesmo “título” no mês de junho, e mais uma vez repete o feito desde que foi assumida pelo delegado titular Marcello Maia, no início de 2018.

O grande resultado da delegacia de Cabo Frio foi conhecido após a divulgação do Boletim Interno da Instituição, divulgado no último dia 10. O critério de produtividade, no qual todas as unidades consideradas de grande porte do Rio de Janeiro são avaliadas, leva em consideração o número de indiciamentos em inquéritos relatados com êxito e posteriormente encaminhados ao Ministério Publico, para que se ofereça denúncia. A unidade de Cabo Frio obteve 196,9 pontos. A delegacia de Macaé, que ficou na segunda colocação, somou 163,15.

Se comparados com os dados estatísticos do ano passado da 126ª DP, entre os meses de janeiro a agosto, os resultados de 2018 são ainda mais significativos no que tange ao número de indiciamentos e número de prisões – tanto em flagrante quanto em relação ao cumprimento de mandados de prisão – efetuadas apenas por policiais civis.

No período citado do ano de 2017, as investigações da delegacia de Cabo Frio culminaram em 72 pessoas indiciadas, enquanto que em 2018 foram 286 pessoas denunciadas ao Ministério Público através de inquéritos policiais. O número representa um aumento de mais de 400%. Se analisados os números de prisões, foram apenas 19 em 2017, contra 112 em 2018, dados que também representam um aumento de mais de 400%.

A nova rotina implementada na sede policial desde o início do ano, com o estabelecimento de novas metas e a criação de novos núcleos especializados, como o Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas, o Núcleo de Homicídios e o Núcleo de Crimes Patrimoniais e Lavagem de Capitais, além do fortalecimento dos já existentes, com a constante troca de informações entre todos, foram pontos chaves para que diversos crimes fossem desvendados e seus autores presos.

Essa conexão entre os setores da unidade policial é fundamental, visto que 90% dos homicídios e grande parte dos roubos e furtos são cometidos por indivíduos com ligação com o tráfico de drogas, se tornando assim muito importante para o sucesso da delegacia entre tantas no Estado.

– É por oportuno esclarecer que nada disso seria possível se os policiais não entendessem a proposta de trabalho. Hoje, todos se ajudam, são proativos, entendem de vários setores da delegacia e estão motivados pelos resultados alcançados, apesar das várias dificuldades enfrentadas e já sabidas por todos. Mas, vamos em frente e, sempre, em defesa de quem precisar! – disse o delegado Marcello Maia.  

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841