Greve da Educação pode acabar hoje

Governo cede e assembleia deve decretar volta dos professores às salas de aula

Publicado em 13/03/2018 às 09:57

RODRIGO BRANCO

A greve dos profissionais da Educação de Cabo Frio está muito próxima de terminar. Durante uma reunião no gabinete do prefeito Marquinho Mendes (MDB), na tarde de ontem, o governo aceitou ceder em alguns pontos que vinham sendo reivindicados há tempos pela categoria.

Além de repor no próximo salário os descontos feitos aos grevistas, a prefeitura se comprometeu a descongelar parcialmente o Plano de Cargos e Salários (PCCR) e a pagar a isonomia salarial [equivalência aos vencimentos dos efetivos] devida aos contratados que prestaram serviço na rede em 2017.

O pacote de novidades proposto pelo governo, após árdua negociação, será apresentado à categoria, hoje, em assembleia extraordinária que será realizada a partir das 18 horas, no Colégio Municipal Edílson Duarte, no Jardim Caiçara.

– Não foi fácil porque o grande problema é a folha de pagamento que bate na questão da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Deixar a esfera da falta de dinheiro é mais difícil – disse a diretora de imprensa do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos), Denise Teixeira.

A questão do limite de gastos do LRF foi levantada pelo secretário de Educação, Alessandro Teixeira, em uma das últimas reuniões no Ministério Público.

Segundo ele, não falta recursos para o pagamento da categoria, mas a quitação dos compromissos atuais e dos atrasados ultrapassaria o limite de 54% da receita corrente líquida da pasta com a folha de pessoal.

Trégua

Segundo a proposta do governo, no caso do PCCR, será descongelado o pagamento da mudança de nível aos profissionais, sem que essa quantia ultrapasse muito o teto de R$ 500 mil mensais.

O pagamento de gratificações e adicionais estava suspenso desde setembro do ano passado, por meio de um decreto do prefeito, renovado no início de fevereiro deste ano.

Já a dívida da isonomia para os contratados foi dividida em duas parcelas a serem pagas nesta quinta-feira e no dia 15 de abril.

– Saímos de cabeça erguida. Foi uma grande vitória para a categoria. O descongelamento do PCCR e a isonomia entre os concursados e os contratados são pontos muito caros à categoria – concluiu Denise.

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841