Em Búzios, Educação agoniza e secretária está na Rússia

Merenda da tarde ontem foi refresco e uma banana

Publicado em 29/06/2018 às 09:39

ALEXANDRE FILHO

A situação caótica em que se encontra a educação do município Búzios não é novidade. Porém, nesta semana, vídeos da secretária de Educação da cidade, Deisemar Gonçalves, viralizaram nas redes sociais. Ela tirou férias e foi para a Rússia, onde está sendo realizada a Copa do Mundo, enquanto crianças da cidade sofrem sem a mínima estrutura nas escolas e sem direito a uma merenda de qualidade.

O caso revoltou ainda mais pais e professores da rede municipal, que já não estão satisfeitos com o atual cenário encontrado nos colégios da cidade. Em um dos vídeos, Deisemar Gonçalves se encontra na Praça Vermelha, uma das mais famosas da Rússia, e diz: “Parece até que a gente está na Globo, olha que legal, que top!”.

Em contato com a reportagem da Folha, professores do município, que preferiram deixar seus nomes em sigilo por medo de represálias da administração municipal, citaram alguns dos problemas vividos no dia a dia e comentaram o vídeo da secretária.

– Eu nunca vi a situação tão difícil quanto está atualmente. A gente está passando por situação de falta de material escolar, de folha para imprimir prova. Hoje (ontem) a merenda de tarde foi fruta com um suco, mas crianças da creche tomaram só um leite. Tinha professor quase chorando por aqui por conta disso. Nós nos sentimos impotentes – disse uma professora que há 24 leciona para alunos do ensino fundamental.

Outro professor do município, que trabalha há 20 anos em Búzios e dá aulas para estudantes do ensino médio, fez coro às críticas.

– Nunca vi uma secretária tão omissa. E agora resolveu se ausentar em uma situação caótica, com a justificativa que conseguiu a passagem de uma empresa que ela trabalha por fora. Então será que a Secretaria de Educação seria um hobby e a outra fonte de renda seria o trabalho mesmo dela? É tudo muito estranho. Enquanto isso alunos vão com muita fome pra escola, e muitas vezes se alimentam com fruta e suco ralo. Isso é muito revoltante – declarou.

Ciente do tamanho do problema, o Sepe Lagos já denunciou a situação para a Coordenadoria Geral da União, inclusive citando a questão da merenda precária e a falta de ação do Conselho Municipal de Alimentação Escolar. 

– O conselho não se reúne, e quando o faz não avalia a oferta da merenda na cidade. Também já denunciamos eles, que são os verdadeiros responsáveis por fazer o controle e as denúncias sobre essas questões. É algo escandaloso – disse Denize Alvarenga, diretora do sindicato.

A reportagem tentou por diversas vezes entrar em contato com representantes do conselho, mas não obteve sucesso.

O problema da merenda começou desde a licitação, que sofreu denúncias de fraude e teve o contrato rescindido em abril. Desde então, a prefeitura assumiu a operação, e contratou uma empresa para fornecer os alimentos.

Em vistas da atual situação, porém, a vereadora Gladys Costa (PRB), resolveu visitar a sede da empresa contratada e disse ter ficado surpresa ao se deparar com o que ela descreveu como uma empresa de fachada.

–O escritório da empresa, em Casimiro de Abreu, só tem um depósito e três salas, e pelo o que eu pude ver é um escritório de fachada, porque não tinha comida lá para fazer a merenda. Falam que é uma empresa de atacadista, varejista, mas não tinha nem um quilo de cebola lá – revelou.

O prefeito em exercício, Henrique Gomes (PP), comentou a viagem da Secretária de Educação, e afirmou que a merenda nas escolas do município já foi restabelecida, apesar dos fatos mostrarem o contrário.

– Quanto à merenda, já está tudo restabelecido. E sobre a questão da viagem, digo que quem está no serviço público tem que ter cuidado com essas coisas, e ela foi infeliz nas publicações – declarou.

Sobre a denúncia feita pela vereadora Gladys, Henrique disse desconhecer tanto a empresa que atualmente fornece os alimentos para a merenda da cidade, quanto a sede da mesma.

– Assumi essa semana e não conheço a empresa. Se ela encontrou, pode proceder com denúncia. Ela tem não só o direito de fiscalizar, como é o dever dela como vereadora – afirmou.

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841