Sicoob celebra 1 ano em Cabo Frio

Cooperativa financeira trouxe diferencial ao mercado fazendo dos clientes, sócios

Publicado em 16/08/2019 às 17:34

O cooperativismo financeiro é uma realidade na Região dos Lagos há um ano. Em ampla expansão, o Sicoob abriu em agosto de 2018 a primeira agência em Cabo Frio e, nesses 12 meses, já teve sobras em nível suficiente para distribuir resultados financeiros aos clientes, que, como em qualquer sistema de cooperativismo, são sócios da instituição.

- Somos uma instituição financeira cadastrada no Banco Central que opera diversos serviços bancários, assim como outras instituições, mas com uma diferença básica: não se trata de uma sociedade limitada e nem temos ações em bolsa de valores. Todos os clientes são sócios e podem receber dividendos, então o nosso foco está no desenvolvimento do cliente, seja pessoa física ou jurídica. Não somos um modelo clássico de banco. Queremos que a empresa ou a pessoa prosperem, porque o cooperativismo funciona com o crescimento de todos os envolvidos - explica o gerente geral da agência do Sicoob Cabo Frio, Cesar Stoqui.

A chave do negócio está na distribuição dos lucros. Enquanto em um banco comum o superávit das transações financeiras é destinado aos proprietários, ou somado às ações em bolsa de valores, em uma cooperativa ele é devolvido aos próprios clientes. 

Mas a possibilidade de receber parte dos lucros não é o único atrativo. Segundo Cesar, o primeiro benefício que os clientes encontram é a possibilidade de obter taxas e juros menores do que os praticados pelos concorrentes.

A agência de Cabo Frio faz parte da cooperativa Sicoob Sul, com sede no Espirito Santo, que atualmente tem cerca de 300 mil associados. No ano passado, a Sicoob Sul teve sobra total bruta de R$ 62 milhões. Nas 16 centrais espalhadas pelo Brasil a sobra superou R$ 3 bilhões. A destinação das sobras, após a exclusão de destinações obrigatórias e reservas legais, é definida em assembleias, onde se reúnem os delegados (1 delegado a cada 400 clientes).

Em relação às sobras do ano passado, a assembleia do Sicoob Sul definiu três formas de distribuição. A primeira foi feita à vista, em março deste ano, referente ao saldo médio da conta corrente de cada cliente. A cota definida foi de 7,7% do saldo médio. A segunda forma foi à prazo, referente a 1,2% dos investimentos realizados, como em fundos de renda fixa, por exemplo. E a terceira foi sobre juros pagos em operações de crédito, como empréstimos e financiamentos, em um saldo de 4,6%.

- Vamos citar o exemplo de uma pessoa ou empresa que teve um saldo médio de R$ 100 mil na conta corrente. Esse associado recebeu, neste ano, R$ 7,7 mil referente ao primeiro item. Se a mesma pessoa aplicou R$ 10 mil em um fundo de investimentos, recebeu mais R$ 120 pelo segundo item. E se financiou um veículo de R$ 100 mil para pagar em quatro anos, recebeu cerca de R$ 700 pelos juros pagos no primeiro ano. Ou seja, no total recebeu em torno de R$ 8,5 mil agora em 2019. É um direito do associado - calcula Stoqui. 

Para abrir uma conta, o processo é semelhante ao de qualquer outra agência bancária. Mas segundo o gerente da agência Cabo Frio, aí vem outro diferencial.

- Como o nosso foco está no desenvolvimento do cliente, temos um atendimento muito mais humanizado, que busca de fato entender o que a pessoa precisa e como podemos ajudar a chegar no objetivo - explica ele, ressaltando que, como o banco só atende associados, as demandas costumam ser atendidas com mais rapidez e raramente se formam grandes filas na agência, além da instituição possuir uma plataforma eficiente para atendimento digital, com ampla gama de produtos e serviços oferecidos via aplicativo.

Como a experiência em Cabo Frio deu certo, a tendência é seguir avançando pelo estado do Rio. No estado, as primeiras agências foram abertas no Norte Fluminense e, após a Região dos Lagos, a meta é seguir em direção à capital. Na fila de próximas inaugurações estão as agências de Maricá, São Pedro da Aldeia, e Bacaxá (Saquarema). Quissamã também receberá uma agência em breve. Estudos são feitos para a definição de mais uma em Búzios ou Unamar (segundo Distrito de Cabo Frio).

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

 

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 99613-2841 | (22) 99933-2196

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 99887-3242

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 99776-2956