Sonhar não custa nada: Luciano Quadros projeta Cabofriense e fala em título do Carioca

"Nossa proposta é sempre de sair jogando",afirma o treinador

Publicado em 22/01/2019 às 10:01

TOMÁS BAGGIO
Foto: Léo Borges

A vitória por 3x1 contra o Botafogo pela estreia do Campeonato Carioca, no domingo, inflou as expectativas do treinador da Cabofriense, Luciano Quadros. Mesmo reconhecendo as dificuldades de um time de menor investimento perante as grandes forças do Rio - Vasco, Flamengo, Botafogo e Fluminense -, o técnico não poupa expectativas na hora de sonhar.

- Eu tenho tentado a todo momento vender o sonho de ser campeão. Sei que é muito comum esse discurso de que 'estamos trabalhando para não cair'. Mas a mesma vontade que você tem de não cair pode ser de ser campeão também. Sonho que se sonha de dia, acordado, é sonho que se realiza. Sei que é difícil, a equipe deve oscilar, isso é normal. Mas também vejo um grupo com muita vontade de fazer história - afirma o treinador.

O primeiro jogo da equipe no Carioca foi bastante elogiado pelo técnico. Tanto é que a Cabofriense volta a campo na próxima quarta, contra o Boavista, às 20h, em Saquarema, e a expectativa é que a equipe mantenha o desempenho da partida contra o Botafogo.

- Espero que a equipe permaneça com a mesma atitude. O desafio é esse. O primeiro jogo nos deu muita confiança, agora é manter o ritmo.

Veja outros pontos da entrevista:

Como avalia o primeiro jogo, contra o Botafogo?

- Dentro do que a gente se propôs foi um ótimo jogo. Pelo tempo que temos de trabalho, a equipe conseguiu aplicar bastante coisa dentro do que foi treinado. Os jogadores se comportaram bem. Fiquei satisfeito. 

Que fatores levaram à vitória?

- Nossa proposta é sempre de sair jogando. Um jogo apoiado, de aproximação, de ocupação de espaços com velocidade. Quando estamos sem a bola buscamos ser agressivos para roubar a bola o quanto antes. Se o time adversário consegue avançar e temos que ir para a defesa, abaixamos a linha de marcação e temos que ser muito compactos. Já com a bola o objetivo é verticalizar o jogo. Ontem (domingo) tivemos isso bem claro. A posse de bola do Botafogo foi muito lateralizada, enquanto a nossa foi muito mais vertical, em busca do gol. Isso fez diferença.

Qual é a expectativa para a próxima partida, contra o Boavista?

- Espero que a equipe permaneça com a mesma atitude. O desafio é esse. O primeiro jogo nos deu muita confiança, agora é manter o ritmo.

Qual é o objetivo da Cabofriense no Campeonato Carioca? Até onde o time pode chegar?

- Eu tenho tentado a todo momento vender o sonho de ser campeão. Sei que é muito comum esse discurso de que 'estamos trabalhando para não cair'. Mas a mesma vontade que você tem de não cair pode ser de ser campeão também. Sonho que se sonha de dia, acordado, é sonho que se realiza. Sei que é difícil, a equipe deve oscilar, isso é normal. Mas também vejo um grupo com muita vontade de fazer história - afirma o treinador.

O elenco permite sonhar tão alto?

- Nosso elenco é formado por jogadores jovens, que estão com muita vontade de ganhar reconhecimento, entrar de vez no mercado e buscar melhores oportunidades. Todos sabem que uma boa atuação no Carioca pode render contratos melhores no decorrer do ano para o Campeonato Brasileiro da série B ou da série A, por exemplo. Os jogadores estão assimilando bem a proposta de jogo. O potencial da equipe é grande.

Veja também

Compartilhe:  

COMENTÁRIOS

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

 

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 99613-2841 | (22) 99933-2196

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 99887-3242

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 99776-2956