Thiago Costa

Thiago Costa é empreendedor carioca e apaixonado por  desenvolvimento pessoal.

24/01/2018

Pouco já é o bastante

Saudações Cabofrienses, primeiramente gostaria de agradecer e comemorar esse primeiro mês compartilhando com vocês algumas dicas, ideias e princípios do difícil porém satisfatório mundo empreendedor. Obrigado a vocês, leitores, pelo feedback surpreendente que tenho recebido nessas últimas semanas. Obrigado Folha dos Lagos pela porta aberta para a comunicação direta com nossa amada sociedade e também pelo incentivo. Obrigado aos críticos que, de verdade, ajudam muito para a melhora dessa coluna semanal – como muito se vê nas redes sociais hoje em dia, quero dizer que: gratidão é o que define! 

Já diz um provérbio que quem é fiel no pouco será fiel no muito. E é sobre isso que quero compartilhar com vocês, hoje, uma imagem de Jeff Bezos, fundador da Amazon em 1999 em seu simples escritório, que viralizou na internet nos últimos dias depois do anúncio feito pela Forbes, em 10 de janeiro desse ano, de que ele seria o homem mais rico do mundo, acumulando nada mais nada menos que US$105 bilhões. 

A imagem chamou a atenção do mundo pela simplicidade do local e a postura de um homem (Jeff) a frente de seu computador transmitindo total foco naquilo em que estava realizando. Uma mesa feita de porta de madeira, bolas de brinquedo espalhadas no chão, fios de eletrônicos bagunçados em uma sala minúscula: assim era o escritório do CEO da Amazon, Jeff Bezos em 1999. Nessa época, uma reportagem do New York Times indicava que a empresa estava avaliada em US$ 30 bilhões e, quando questionado sobre a simplicidade de seu ambiente de trabalho, respondeu: “É um símbolo de gastar dinheiro em coisas que interessam aos clientes e não gastar dinheiro em coisas que não importam para o cliente”. Uma imagem bastante interessante que você pode conferir em nosso perfil do instagram: @recall.work. 

Na minha simples análise do caso posso encontrar alguns pontos chaves que valem a pena ressaltar. A tão famosa imagem para mim não reflete apenas simplicidade como muito foi difundido nas redes. É claro que esse é um fator real, mas acredito que a imagem reflete algo muito mais profundo que isso, porque, como falei, nessa mesma época a Amazon já valia a pequena bagatela de US$30 bi, então já não estamos falando de uma pequena empresa e, sim, de uma mega empresa com valores diferenciados que investe naquilo que reflete o seu propósito de existir e é isso o que realmente chama a minha atenção! A determinação do cara em investir naquilo que realmente importam para o seu objetivo, seu alvo máximo: seus clientes!

Minha dica nessa semana é essa: com muito ou com pouco, esteja aficionado em construir e definir um propósito para a sua empresa e em sua vida pessoal. Tenha uma causa na qual lutar, um objetivo claro, tão claro a ponto de se tornar o seu mantra diário. Aponte pra ele e não se desvie nem para esquerda nem para a direita, mantenha os seus passos firmes que certamente os frutos virão. Fechou!? Um abraço e até a próxima terça-feira.

Working go!

Deixe seu comentário
16/01/2018

Inovar é o segredo!

O conceito de inovação sempre foi um termo conhecido dentro das empresas de médio a grande porte, porém vem sendo utilizado o conceito e massificado nos últimos anos com o crescimento das startups que vem colocando em prática o conceito de inovar em pequenas empresas fazendo delas escalonáveis a um período muito mais curto que empresas no seu formato tradicional, por assim dizer. Fazendo da inovação um termo famoso e às vezes sem sentido. Tudo isso tem muito a ver com a era avassaladora da tecnologia mas definitivamente não é somente por isso ok!? Antes de tudo queria esclarecer um ponto que é normalmente confundido, uma empresa inovadora nem sempre tem ver com uma empresa digital ou indo um pouco mais além, os resultados de sua empresa também podem chegar por meio da internet e tudo o que diz respeito (Isso é fato!), mas não se resumem a isso!! Existe um mundo de possibilidades, abra os olhos e veja!! Acho muito importante relatar isso para que você, meu amigo empresário, não se frustre achando que por, sua empresa não ser “digital”, ela se tornará absoleta. Não é bem assim. Existem inúmeras maneiras de trazer inovação e fazer o seu negócio alavancar! Pergunte-me como e terei a alegria em servi-lo!

Vou te contar uma história para que isso não fique não fique no campo das ideias e caracterize que estou te vendendo um peixe do qual eu não sei pescar, beleza? Em pleno 2018 eu e minha equipe assumimos uma missão e por sinal difícil missão, mas nós não fugimos do desafio e pra ser sincero eu até gosto do difícil, na minha vida nada foi fácil, nascido em uma família pobre, sem referências de nada no mundo dos negócios enfrentamos a vida e estamos fazendo acontecer, mas voltando a história, em plena era “digital” comprei uma livraria no conceito mais tradicional possível, estava indo mal, muito mal e com muito trabalho, dedicação, fé, investimento de tempo, estudo e dinheiro alavancamos um negócio que existia a quase 50 anos na cidade e triplicamos e já quase estamos quadruplicando o seu faturamento de maneira estável e consistente, uma empresa que disputa cara a cara com um mundo digital e muitas vezes de uma concorrência desleal mas que está comprometida com uma missão maior do que isso e que diariamente escuta relatos de clientes que são extremamente gratos por nossa iniciativa e coragem, não permitindo que uma “casa” tradicional se renda completamente ao mundo digital.

Uma coisa é certa: INOVAR é uma necessidade!

INOVAÇÃO é a turbina para o seu negócio.

O crescimento do mercado traz muitas concorrências e isso por um lado é sempre bom, a concorrência te leva a aprimorar, refletir, analisar e obrigatoriamente INOVAR.

Como de costume sempre venho dando dicas para os leitores aqui na coluna e hoje não seria diferente, então para encerrar a coluna segue alguns tips de inovação:

-Melhore o seu atendimento! (Essa é uma mega inovação SEMPRE!)

-Faça uma pesquisa e pergunte a diferentes pessoas o que acham de sua empresa e/ou produto; (Fortaleça a sua fraqueza!)

-Não perca a conexão com as pessoas, seus clientes são pessoas, parece até besteira falar isso, só que não!

-Busque ajuda técnica! Tenha um consultor na área de inovação, ou dependendo da estrutura da sua empresa tenha um CIO (chief inovation office) alguém que pense nas variáveis enquanto você trabalha.

-Esteja disposto a mudar os seus pré-conceitos se necessário. (Use a técnica de perguntar sempre a 2 ou 3 pessoas, sobre determinado assunto que esteja sobre a mesa. Mesmo que não seja do ramo.)

-Use a internet (e tudo o que diz respeito!)

Na esperança de poder ajudar e contribuir com meus leitores,

Working go!!!

Deixe seu comentário

Veja também

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 9971-7556

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 9971-7841

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 9971-7841