Patricia Cardinot

Patricia Cardinot é presidente da Associação de Moradores Centro Forte Cabo Frio (AMOCFCF), diretora social do Conselho Comunitário de Segurança Pública Aisp 25 BPM Cabo Frio / Tamoios (CCS) , diretora social da Federação das Associações dos Moradores e Amigos de Cabo Frio (FAMOCAF) e empresária ramo Imobiliário.

13/03/2019

Um novo olhar, uma nova Acia

Eu acredito. Acredito que a Associação Comercial merece uma nova chance de se consolidar como uma das associações mais importantes da cidade. E não à toa me empenho em maia  esta empreitada. Registrei minha candidatura para concorrer à presidência da entidade e estou otimista com esta nova luta porque o empresariado precisa de mais, ele pode mais.

Muito há que ser feito na Associação. Como já escrevi aqui, o ex-presidente Eduardo Rosa fez mais que pode, mas precisamos mais uma vez nos unir para irmos além. Parece balela, mas de fato somos gigantes quando nos unimos. E, meus caros, temos muitos planos e estamos abertos às trocas, sugestões, ideias, críticas. Vamos somar?

É preciso uma aproximação da Acia com o empresariado e que ela seja reconhecida como a casa dele. É na associação que se fortalece e, consequentemente, movimenta seu próprio comércio e economia da cidade. Os seis primeiros meses de gestão serão fundamentais e estamos traçando metas. Vamos em busca de nossos parceiros porque essa união é o nosso pulmão. 

Enfim, uma nova luta se aproxima e eu espero que no final das contas todos saiam maiores dela. Inclusive a Acia.

Deixe seu comentário
01/03/2019

A difícil missão de servir

A Revista Exame trouxe à tona neste fim de semana um grave problema que vivemos. Uma matéria mostra os efeitos da ‘guerra’ contra o tráfico e a criminalidade que policiais militares sofrem. Os números devem alertar e devemos pensar na nossa postura com os que têm como missão salvar e proteger. Após ler a matéria, disponível na internet, me coloquei a pensar em como é difícil a missão de servir.

Lido o tempo todo com os policiais do 25º BPM mais diretamente. Nos grupos de WhatsApp recebo elogios dos taxistas pelas ações comandadas pelo tenente-coronel Roberto Dantas. Um casal relata uma pescaria na Lagoa e agradece o patrulhamento e a sensação de segurança proporcionada pela presença de PMs no patrulhamento ostensivo. Um executivo de uma empresa também envia mensagem para agradecer o trabalho da PM para garantir que equipes de serviço consigam estar em áreas consideradas ‘sensíveis’.

Penso imediatamente: só eles sabem o que enfrentam para nos proteger. Só eles sabem o esforço que empenham nos plantões, sem muitas vezes ter o respaldo necessário. Não é fácil estar do outro lado da ‘trincheira’.  Temos muito a agradecer e a valorizar nossos policiais. Eu, particularmente, como diretora do Conselho Comunitário de Segurança, só posso ter muita gratidão pelo pronto atendimento todas as vezes que solicitamos a presença da policia nos quatro cantos desta cidade. Muito ainda precisa ser melhorado na nossa segurança pública. As polícias Civil e Militar se encontram sucateadas, isso é fato. Mas não adianta só criticar e não fazer nossa parte enquanto cidadãos. É preciso reconhecer também o empenho destes homens. Tenho muita fé que o atual governador do Estado do Rio, Wilson Witzel, valorize nossos homens. E eles sabem que podem contar comigo... Obrigada a vocês, policiais civis e militares por nos servirem.

Deixe seu comentário
26/02/2019

Uma vitória para Tamoios

Não é de hoje que venho lutando firmemente pelas causas de Tamoios. Trata-se de um lugar de enormes potencialidades, com comércio forte e uma gente batalhadora e guerreira. Entretanto, apesar de tudo isso, a realidade é que infelizmente muitas vezes é esquecido pelas autoridades.

Como diretora do Conselho Comunitário de Segurança Cabo Frio / Tamoios, há muito tempo venho observando a necessidade urgente de uma unidade da Polícia Civil no segundo distrito. Quando precisam registrar ocorrência, os moradores precisam se deslocar até a 126ª DP, em Cabo Frio. Vocês conseguem imaginar o contratempo que isso significa na rotina de alguém?

É por esse motivo que entre as ações que listei em ofício entregue ao governador Wilson Witzel estava o pedido da liberação da verba para construção de uma delegacia, além da abertura de extensão temporária de atendimento da 126ª DP em Tamoios.

Sabemos que o momento financeiro do estado do Rio é crítico. As primeiras - e acertadas - medidas do governador foram justamente o contingenciamento de verbas. De fato, precisamos apertar o cinto agora, para pavimentarmos um futuro mais próspero.

E é nesse período de turbulência que precisamos dar as mãos uns aos outros. E aí podemos notar o compromisso e a firmeza de quem realmente quer fazer a diferença. Estou falando do delegado da 126ª DP, Sergio Caldas, que, na última reunião do CCS, firmou conosco o compromisso de dar celeridade aos atendimentos dos moradores de Tamoios na delegacia.

Na ocasião, expliquei ao delegado o sofrimento que o deslocamento até Cabo Frio significa para os tamoienses. E o delegado prontamente entendeu a questão. Agora, quem for de Tamoios deve se identificar na delegacia, para que possa receber o atendimento diferenciado. A medida também é válida para policiais e guardas municipais que vierem de Tamoios para registrar ocorrência. Com isso, as viaturas, que às vezes chegavam a ficar mais de cinco horas na delegacia, podem retornar mais rapidamente para o patrulhamento no segundo distrito.

Esse pode parecer um pequeno passo, mas é uma vitória que representa dignidade para centenas de pessoas. De conquista em conquista, certamente poderemos colocar Tamoios no lugar que merece: o do respeito, valorização e reconhecimento.

Deixe seu comentário
13/02/2019

Juntos somos fortes 

Muito se fala na importância do turismo para Cabo Frio – o que é inegável – mas pouco se ressalta a importância do comércio para a cidade. Talvez seja um erro nosso mesmo, de nós empresários, que passamos muito tempo trabalhando e pouco articulando. Talvez seja a hora de mostrarmos a que viemos e porque precisamos nos unir, afinal, como já dizia a minha avó, uma andorinha só não faz verão.

A Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio é uma entidade fundamental para o desenvolvimento de Cabo Frio. Muito tenho escutado sobre a crise que a associação passa, sobre a falta de líderes que assumam o compromisso de unir a categoria...O empresário Eduardo Rosa esteve à frente da associação nos últimos anos e posso dizer que ele deu ‘o sangue’ para alavancar a mesma. Fez eventos mesmo diante de uma crise econômica sem precedentes, nunca se escusou a opinar e participar de discussões de temas em voga na cidade e deixa a Acia com o saldo de um dos presidentes mais ativos da história da entidade. Mas agora é preciso um outro olhar para a entidade.

Os tempos são outros e, até mesmo pela reposição política que vivemos, precisamos ampliar a nossa mente sobre a importância e atuação de uma entidade de classe como esta. Não podemos deixar que a Acia ocupe um lugar secundário nestes  novos tempos. É preciso união dos empresários, da participação efetiva de cada um que quer lutar por melhorias para a cidade. O poder público precisa deste braço forte e, mais uma vez, enquanto empresária, me coloco à disposição para lutar pelo bem comum. O fortalecimento da Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio é o de todos nós. Juntos somos mais e somos fortes. A hora é de união.

Deixe seu comentário

Veja também

EXPEDIENTE

Rodrigo Cabral

Diretor

Fernanda Carriço

Chefe de Reportagem

fernanda.carrico@folhadoslagos.com

Redação, Administração, Publicidade e Assinatura

Avenida Francisco Mendes 226, loja 06, Centro - Cabo Frio - RJ

Propriedade da Sophia Editora Eireli - ME.

CONTATO

 

Redação

folhadoslagos@ig.com.br redacao@folhadoslagos.com
(22) 2644-4698 - Ramal 206
(22) 99613-2841 | (22) 99933-2196

Publicidade

(22) 2644-4698 - Ramal 215
(22) 99887-3242

Central do Assinante

(22) 2644-4698
(22) 99776-2956